As novas tabelas de retenção na fonte de IRS 2021 já foram publicadas. Consulte e descarregue as tabelas em PDF e Excel para saber o valor do seu salário líquido no próximo ano.

Consulte as tabelas de retenção na fonte para 2021

Descarregue aqui: Tabelas de Retenção na Fonte IRS 2021 (EXCEL)

Descarregue aqui: Tabelas de Retenção na Fonte IRS 2021 (PDF)

Estas tabelas aplicam-se a trabalhadores dependentes (por conta de outrem) de Portugal Continental. Se está na reforma e é pensionista, consulte o nosso artigo Tabelas de Retenção de IRS para Pensionistas em 2021.

Exemplo prático de como ler as tabelas de retenção

Tratando-se de um trabalhador solteiro, sem filhos, residente no Continente, que ganhe € 1.000 por mês (€ 14.000/ano) a taxa de retenção de IRS a aplicar em 2021 é de 11,4%.

Como chegar a esta conclusão:

  • Comece por identificar a tabela aplicável a "trabalho dependente" e "não casado".
  • Na coluna do lado esquerdo, identifique o grupo salarial em que se inclui o seu vencimento. Se a sua remuneração bruta mensal é € 1.000, escolha a linha "até 1.005,00";
  • Percorra a linha até chegar à coluna relativa ao número de dependentes que tem a cargo (se não tem dependentes a cargo, escolha "0"). A taxa é 11,4%.

Aprenda a consultar estas tabelas, com exemplos concretos, saiba como encontrar a sua taxa de retenção na fonte de IRS e a calcular o seu salário líquido no artigo: Desconto mensal para IRS.

Qual o impacto para as famílias, das taxas divulgadas pelo Governo?

As novas taxas de retenção são mais baixas do que em 2020 (redução média é de 2%, de acordo com o Executivo), uma medida incluída no Orçamento do Estado para 2021 visando "mais liquidez mensal" ou o "alívio fiscal" para as famílias portuguesas. De acordo com o Governo, esta redução terá um impacto global na liquidez das famílias de 200 milhões de euros, ao longo do próximo ano.

Considerando os exemplos disponibilizados pelo Governo, esta redução nas taxas de retenção, na maior parte dos casos inferior a um ponto percentual, trará um acréscimo marginal ao que recebe mensalmente, e um menor reembolso por parte do Estado, na data de acerto de contas em 2022.

Consulte agora algumas das simulações divulgadas pelo Ministério das Finanças, as quais permitem identificar os valores de poupança (valores retidos, a menos, de imposto) para diferentes agregados e rendimentos:

1) Solteiro

Solteiro: 0 Dependentes; Rendimento bruto mensal: € 685

Neste exemplo de contribuinte não casado, deixa de fazer retenção na fonte em 2021 porque o patamar mínimo de retenção altera-se também dos € 659 para € 686, de forma a acomodar o aumento do salário mínimo e o reforço extraordinário das pensões mais baixas. Neste caso, deixa de fazer retenção de € 0,685 por mês, € 9,59 por ano (€ 0,685 x 14).

Taxa de retenção 20200,1%
Taxa de retenção 20210,0%
Retenção mensal 2020€ 0,685
Retenção mensal 2021€ 0
Valor a mais no seu salário líquido mensal em 2021€ 0,685

Solteiro: 1 Dependente; Rendimento bruto mensal: € 1.100

Já neste caso, passa a receber mais € 30,8 de salário líquido em termos anuais (mais € 2,20 por mês), uma vez que a taxa de retenção mensal desce de 11% em 2020 para 10,8% em 2021:

Taxa de retenção 202011,0%
Taxa de retenção 202110,8%
Valor retenção mensal 2020€ 121,00
Valor retenção mensal 2021€ 118,80
Valor a mais no seu salário líquido mensal em 2021€ 2,20

Solteiro: 2 Dependentes; Rendimento bruto mensal: € 1.750

Nesta situação, o seu rendimento líquido mensal aumenta em € 7, o equivalente a mais € 98 por ano, pela descida da taxa de retenção em 0,4 pontos percentuais (retenção na fonte de imposto passa de € 311,50 mensais para € 304,50):

Taxa de retenção 202017,8%
Taxa de retenção 202117,4%
Valor retenção mensal 2020€ 311,50
Valor retenção mensal 2021€ 304,50
Valor a mais no seu salário líquido mensal em 2021€ 7,00

2) Casado, 1 titular

Casado: 0 Dependentes; Rendimento bruto mensal: € 700

Neste outro exemplo, agora para casados e um único titular, passará a reter menos € 0,70 de imposto por mês (€ 9,80 por ano), com a descida da taxa de retenção de 2,4% para 2,3%:

Taxa de retenção 20202,4%
Taxa de retenção 20212,3%
Valor retenção mensal 2020€ 16,80
Valor retenção mensal 2021€ 16,10
Valor a mais no seu salário líquido mensal em 2021€ 0,70

Casado: 2 Dependentes; Rendimento bruto mensal: € 1.400

No caso seguinte, agora com 2 dependentes, a taxa de retenção de IRS passa de 7,2% para 7,1%, permitindo-lhe auferir, em termos de salário líquido mensal mais € 1,40, ou seja, uma "poupança" anual em termos de imposto de € 19,60:

Taxa de retenção 20207,2%
Taxa de retenção 20217,1%
Valor retenção mensal 2020€ 100,80
Valor retenção mensal 2021€ 99,40
Valor a mais no seu salário líquido mensal 2021€ 1,40

3) Casado, 2 titulares

Casado: 0 Dependentes; Rendimento bruto mensal: € 900

Já para os casos de 2 titulares, este exemplo sem dependentes leva a uma poupança mensal de € 1,80 (em termos anuais, € 25,20), devido à redução da taxa de retenção mensal de IRS de 10,4% para 10,2%:

Taxa de retenção 202010,4%
Taxa de retenção 202110,2%
Valor retenção mensal 2020€ 93,60
Valor retenção mensal 2021€ 91,80
Valor a mais no seu salário líquido mensal 2021€ 1,80

Casado: 2 Dependentes; Rendimento bruto mensal: € 3.100

Neste último caso que lhe apresentamos, com 2 dependentes, e um nível de rendimento mais elevado (€ 3.100), a taxa de retenção desce 0,5 pontos percentuais (de 26,5% para 26%), permitindo um ganho mensal no seu salário líquido de € 15,50, o equivalente a € 217 anuais, sendo este o caso mais expressivo apresentado pelo Governo:

Taxa de retenção 202026,5%
Taxa de retenção 202126,0%
Valor retenção mensal 2020€ 821,50
Valor retenção mensal 2021€ 806,00
Valor a mais no seu salário líquido mensal 2021€ 15,50

Calcule aqui o seu ordenado com a nossa Calculadora de Salário Líquido.

Paula Vieira
Paula Vieira

Licenciada em Economia pela Faculdade de Economia da Universidade do Porto. Atividade profissional desenvolvida em Banca de Investimento, Direção Financeira e Controlo de Gestão. Atualmente, presta assessoria financeira independente.