Simulador de IRS 2018 (relativo a 2017)

Ao usar o simulador de IRS 2018 (relativo aos rendimentos de 2017) fica já a saber se terá de pagar ou se terá direito a receber reembolso do IRS em 2018, podendo assim organizar as suas finanças de acordo com o resultado.

Arrendada   Própria


1 Ascendentes: que vivam em comunhão de habitação com o sujeito passivo e não aufiram rendimentos superiores à pensão mínima do regime geral

Como simular o IRS em 2018 com o simulador do Economias?

No simulador de IRS 2018 acima, selecione o tipo de tributação (casal, casal com tributação separada, não casado).

Insira o total de rendimentos brutos anuais de acordo com o tipo de categoria de rendimento (Trabalho dependente – categoria A, pensão – categoria H, trabalho independente – categoria B) para cada sujeito passivo.

Preencha a área de Retenção na Fonte com o valor de impostos que reteve ao longo do ano (presente nos recibos de vencimento mensais e na declaração anual de rendimentos).

Para preencher a área de despesas no simulador, vá ao portal e-fatura e abra a página de despesas dedutíveis no IRS. Preencha o simulador de IRS por categoria de despesa com os valores de despesas do agregado familiar que aparecem no e-fatura.

Não se esqueça de validar as suas faturas primeiro, pois somente as despesas registadas com número de contribuinte e confirmadas neste portal é que serão consideradas pelas Finanças para efeitos de dedução do IRS em 2018. Tenha apenas em atenção que a informação de algumas despesas dedutíveis só estão disponíveis online a partir de março.

Selecione o tipo de habitação.

Insira os valores de despesas com pensão de alimentos (se existentes).

Refira o número de dependentes do agregado familiar e de descendentes.

Uma vez colocados todos os valores, clique em “Simular”.

Pagar ou receber IRS?

O resultado obtido neste simulador de IRS é um indicativo do que terá a pagar (ou a receber) de IRS em 2018. O simulador não tem em conta a sobretaxa de IRS e as especificidades declarativas de cada contribuinte.

Datas importantes do IRS em 2018

Não deixe passar as datas mais importantes do IRS em 2018:

Validar faturas – até dia 15 de fevereiro

Reclamar faturas - entre 1 e 15 de março

Entrega da declaração de IRS - entre 1 de abril e 31 de maio, apenas pela internet, para todos os contribuintes

Devolução do IRS (se houver IRS a receber) – 31 de julho

Pagamento do IRS (se houver IRS a pagar) – 31 de agosto

Para estar sempre atualizado sobre IRS, Segurança Social, impostos, poupanças e emprego, siga a página de Facebook do Economias AQUI.