Portagens atrasadas? Veja como fazer o pagamento

Se não paga as portagens de forma automática, pode ter dívidas por passar em autoestradas ou ex-SCUT’s. O Economias diz-lhe como as pode descobrir e como pagar essas portagens atrasadas.

Descobrir portagens atrasadas

Sem identificador da Via Verde ou chip na matrícula, sempre que passar numa autoestrada com portagens fica em dívida perante a concessionária. Se não pagar até cinco dias úteis após a utilização, será notificado para o fazer e já vai pagar multa.

Descubra se tem algum pagamento em atraso clicando no site dos CTT. É só inserir a matrícula da viatura e consultar, dentro do prazo de 5 dias.

Após estes 5 dias pode consultar se existem portagens pendentes no site Pagamento de Portagens.

Como pagar as portagens?

Se nessa consulta descobrir taxas de portagem não pagas relativas a autoestradas com portagens eletrónicas, tem os 5 dias úteis para as pagar. Não só as taxas de passagem, mas acrescidas do valor dos custos administrativos. Pode fazê-lo num agente Payshop, numa estação dos CTT ou através do Multibanco.

Para pagar numa caixa Multibanco, terá que solicitar a referência. Pode fazê-lo online através do CTT ou enviando uma SMS para o número 68989 com o seguinte conteúdo:

CTTMB AA-00-00

Esta mensagem custa-lhe 0,30 euros, recebendo a SMS com os dados e, após o pagamento, mais uma SMS com o comprovativo.

Passados os 5 dias úteis, tem ainda mais uma hipótese de pagar as portagens atrasadas. No espaço dos 15 dias seguintes, pode pedir à concessionária os dados para liquidar a dívida. E podem ser dados em duas formas:

  • Entidade, Referência e Valor a Pagar para pagamento através de Multibanco ou homebanking;
  • Número de notificação a incluir num vale postal que a operadora lhe envia para pagar nos CTT.

De atraso a dívida

Se também falhar esta oportunidade de pagar as portagens atrasadas, prepara-se para ser notificado pelas Finanças. Desde 2013 que estas dívidas são encaminhadas para a Autoridade Tributária e Aduaneira, responsável pela instauração dos respetivos processos de cobrança coerciva. Foi para evitar esta situação que se criou o Portal Pagamento de Portagens.

Se o incumprimento chegar a este momento, as portagens vão sair-lhe ainda mais caras. É que além da taxa de passagem pela autoestrada e dos custos administrativos associados ao pós-pagamento, ainda terá que somar as coimas e custas do processo.

Mas se o prazo de pagamento das suas taxas de portagem terminou antes de 31 de dezembro de 2014, poderá ver reduzida a despesa, já que o Governo criou um regime especial de regularização das dívidas em execução fiscal. Pagará menos de coima e de custas processuais e ainda ficará isento dos juros.

De qualquer forma, o melhor será evitar esses atrasos no pagamento. Poderá fazê-lo se aderir à Via Verde ou solicitar um Dispositivo Eletrónico de Matrícula.