Os Impostos Mais Estúpidos do Mundo

Se pensa que os impostos que paga em Portugal são estúpidos, prepare-se então para os impostos que se seguem. Esses sim, são os impostos mais estúpidos e estranhos de sempre.

Imposto da barba

Pedro, o Grande, o primeiro imperador do império russo queria impor uma imagem moderna na sua corte e proibiu as tradicionais barbas. Todos os nobres e homens de comércio que tivessem barba tinham de pagar 100 rublos e usar medalhas a admitir que as suas barbas eram ridículas. Os restantes homens de barba tinham de pagar 1 kopeik.

Imposto da emancipação

Na Antiga Roma era preciso pagar um imposto pela emancipação do escravo. Não só o antigo mestre que o libertou, como o escravo, que tinha de pagar 10% do seu preço como escravo a Roma.

Imposto da existência

O dia de pagar imposto só por respirar não está longe de acontecer. Na verdade, ele até já existiu. O imposto da existência aplicou-se em Inglaterra no século XIV e levou à revolta dos camponeses, como seria de imaginar.

Imposto da lareira

Ainda por Inglaterra, mas já no século XVII, um rei desesperado por dinheiro lembrou-se de taxar todas as pessoas que tivessem lareira em casa. Mesmo com o povo a esconder as suas chaminés, os inspetores faziam questão de visitar a população e de fazer cumprir a lei.

Imposto do sal

Sim, o mero sal. Uma das causas da queda do império chinês e de ignição da Revolução Francesa. O imposto do sal foi uma das imposições mais controversas de sempre, e até Gandhi se insurgiu contra este imposto.

Imposto do Nobel

Mesmo que vença o prémio Nobel pelo bem impagável que fez à humanidade, você tem de pagar um imposto pelo prémio. Só não paga se o der na totalidade à caridade.

Consulte ainda as leis de emprego mais estranhas no mundo.