As deduções à coleta são deduções feitas ao total do rendimento líquido de todas as categorias. Na prática, as deduções à coleta resumem-se a subtrações à coleta de IRS, tendo como finalidades ajustar o imposto à situação familiar de cada contribuinte e evitar a dupla tributação de certos rendimentos que foram objeto de retenção prévia.

Que deduções à coleta se podem fazer?

Segundo o artigo 78.º do CIRS (Código de Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares), entre as deduções à coleta possíveis encontram-se deduções relativas:

  • aos sujeitos passivos, seus dependentes e ascendentes,
  • às despesas de saúde,
  • aos encargos com educação e formação,
  • aos encargos relativos a pensões de alimentos,
  • a despesas com lares,
  • a encargos com imóveis,
  • a despesas com prémios de seguros de vida,
  • às pessoas com deficiência,
  • à dupla tributação internacional,
  • aos benefícios fiscais.

Veja todas as deduções que pode fazer no IRS neste ano.

Limite às deduções

Apesar das deduções possíveis no IRS, não é permitido ultrapassar os seguintes limites globais de dedução:

Rendimento coletávelLimite
Até 7000€ sem limite
De mais de 7000€ até 20.000€2.500 - 2.232,90€
De mais de 20.000€ até 40.000€2.232,90 - 1.821,90€
De mais de 40.000€ até 80.000€1.821,90 - 1.000€
Mais de 80.000€1.000€