A fatura pró-forma é uma fatura enviada pelo vendedor ao comprador antes de ter sido feita a troca de bens ou serviços. Apesar de conter vários dos elementos que constam numa fatura normal, a fatura pró-forma não é um pedido de pagamento - isto é, não representa um documento com direito à dedução.

Na fatura pró-forma devem constar várias informações: as quantidades da mercadoria, o preço de cada item e informações relativas ao peso e aos custos de transporte.

Utilização

Estas faturas são normalmente utilizadas como pré-faturas ou para facilitar trocas internacionais. O vendedor envia a fatura pró-forma ao comprador que importa, para que o mesmo possa estudar o custo - quando a moeda não é a mesma, o comprador pode verificar a diferença entre valores - e conhecer informação detalhada sobre a transação. No fundo, as faturas pró-forma informam o comprador e as respetivas autoridades aduaneiras do seu país sobre os detalhes da encomenda a ser enviada.

Conteúdo

A fatura pró-forma deve conter a seguinteinformação:

  • O nome do vendedor e a sua morada;
  • O nome do comprador e a sua morada;
  • Todos os itens da transação;
  • O preço de cada item - por unidade e em totais;
  • O peso e as dimensões da mercadoria;
  • Os termos da compra - o local de entrega, etc;
  • Os termos de pagamento;
  • A data de entrega prevista;
  • A data de validade;
  • Caso existam descontos, deve mencioná-los.

Uma boa fatura pró-forma pode ajudar o comprador a acordar com a troca. Caso o acordo seja feito, o vendedor passa uma fatura normal com a cobrança dos bens ou serviços.

Leia ainda sobre a fatura simplificada e a emissão de faturas obrigatórias.

Também lhe pode interessar a fatura eletrónica.