Os estágios profissionais remunerados valem a pena?

Apesar de cada caso ser um caso, ao conhecer melhor as características de um estágio profissional remunerado poderá tomar uma decisão cuidada quanto à pertinência de fazer um estágio deste tipo.

Os estágios profissionais remunerados tanto podem abrir as portas do mercado laboral como podem levar a episódios menos positivos na carreira profissional.

5 vantagens dos estágios profissionais

1. Oportunidade de aprendizagem

Um estágio profissional é um bom ponto de partida para os jovens sem experiência profissional. Com um estágio profissional, o jovem obtém apoio de um coordenador de estágio, que planeia e acompanha o seu trabalho.

2. Interesse por parte das empresas

Um estágio profissional oferece várias vantagens a uma empresa, o que facilita a entrada no mercado laboral dos jovens à procura do primeiro emprego.

3. Abertura de carreira profissional

Realizar um estágio profissional é uma oportunidade de melhorar o currículo, de maior importância que um estágio curricular. Após esta experiência, muitas outras podem surgir.

4. Salário superior ao mínimo nacional

Dependendo do nível de escolaridade do participante, um estágio profissional garantirá ao estagiário um ordenado superior ao salário mínimo nacional.

5. Rede de contactos

No cumprimento do estágio profissional são realizados diversos contactos com profissionais de vários setores. Estes contactos poderão ser úteis no futuro profissional.

5 desvantagens dos estágios profissionais

1. Dificuldade de obtenção

Para além de ter de reunir todas as condições dentro dos prazos, o estágio pode sofrer demoras na sua aprovação e início, dado o elevado número de processos. Até essa altura, o candidato a estagiário não se pode comprometer com outras empresas ou oportunidades.

2. Trabalhos mais cansativos

Os trabalhos mais cansativos ou menos interessantes dentro da empresa tendem a ser rechaçados para o estagiário de serviço da empresa.

3. Poucos direitos laborais

Comparativamente aos colegas com contrato de trabalho, o estagiário goza de menos direitos, não tendo direito a férias, por exemplo. Já a nível de tributação, os deveres são semelhantes.

4. Poucas hipóteses de contratação

Apesar de ser esse o objetivo de um estágio profissional, a absorção de estagiários na empresa após o término de um estágio é muita reduzida. Assim, o estágio profissional demonstra-se como uma experiência profissional a termo certo. No final, o estagiário pode receber apenas uma recomendação profissional por parte da empresa.

5. Irregularidades detetadas

Os meios de comunicação social referem casos de irregularidades nos estágios profissionais do IEFP com denúncias feitas pelos estagiários, em que as empresas alegadamente pedem aos estagiários para pagarem TSU (uma obrigação da empresa) ou a devolverem a comparticipação da empresa (obrigatória por lei) no salário.

Ao estagiário compete estar atento aos seus direitos na realização de um estágio profissional.