Avalie as desvantagens do leasing imobiliário, quer para o caso dos leasing das empresas, quer para o caso do leasing de particulares.

1. Impossibilidade de venda

O a propriedade do imóvel é do locador ou locadora (o banco). Apesar de pagar renda, a propriedade jurídica do imóvel é do locador, até ao final do contrato, quando o locatário pode finalmente adquirir o imóvel por um valor residual pré-acordado. É possível, no entanto, alocar o imóvel a terceiros durante a vigência do contrato.

2. Perda de direitos

O locatário é livre de terminar o leasing imobiliário. Ele não tem de pagar pela cessação do acordo, mas ao fazer isso ele perde os seus direitos relativamente ao imóvel, como se tivesse pago unicamente uma renda pelo aluguer do imóvel durante determinado tempo.

3. Intervenções a cargo do locatário

A responsabilidade legal do imóvel é do locador, enquanto a responsabilidade económica é do locatário. Se houver necessidade de fazer intervenções no imóvel, os custos ficam a cargo do locatário. No caso do leasing imobiliário destinado a efetuar obras ou a construção, a locadora já assume o pagamento.

4. Seguro de riscos obrigatório

É obrigatório contratar um seguro de riscos para o imóvel, o que aumenta os custos do leasing imobiliário.

5. Garantias a prestar

Podem ser pedidas garantias ao locatário como livrança em branca ou fiança em regime de solidariedade.

6. Despesas administrativas

Existem despesas administrativas a pagar, associadas à celebração do contrato.

7. Penalizações por antecipação

Existem também penalizações pela liquidação antecipada do contrato de leasing.

Deve ter em atenção igualmente as vantagens do leasing imobiliário.