Por: Sara Cardoso

6 desvantagens dos carros elétricos

Apesar de se verificar um grande aumento na venda de carros elétricos, que está previsto continuar a aumentar, os números ainda não são muito expressivos. Entre o desconhecimento e o valor do investimento, ainda há muitas dúvidas na hora de escolher um carro elétrico. 

Desvantagens dos carros elétricos

1. O preço

O preço dos carros elétricos continua a ser elevado face às alternativas. Apesar dos incentivos e benefícios fiscais, a oferta existente continua a ser menos apelativa face aos modelos a gasóleo ou gasolina. 

2. Autonomia

Já se encontram alternativas que oferecem até 500 kms de autonomia, o que pode ser suficiente para muitos condutores, mas continua a ser menos do que oferece um carro a gasóleo ou gasolina. Para além disso, os modelos com autonomia superior são os das gamas mais altas, sendo em geral bastante mais caros.

3. Tempo de carregamento

Outra desvantagem é o tempo de carregamento da bateria. É muito mais fácil abastecer um carro a gasolina ou gasóleo, uma vez que um carro elétrico pode demorar até 16 horas para um carregamento completo (apesar de, num posto de carregamento rápido, poder atingir uma autonomia de 80% em cerca de 40 minutos de carregamento).

4. A rede de carregamento rápido é ainda pouco expressiva

A rede de postos de carregamento irá ser alvo de investimento em 2018, estando previsto que estejam disponíveis no final do ano 1604 postos de carregamento normal, mas a verdade é que ainda há poucos postos de carregamento de veículos, especialmente fora das localidades, e ainda menos postos com carregamento rápido. Juntando a isso os postos avariados ou fora de serviço, torna-se bastante menos cómodo optar por esta solução.

5. Escolha reduzida

Apesar de as grandes marcas revelarem que estão a apostar nos veículos elétricos, assegurando que este vai ser o futuro, a verdade é que neste momento a escolha não é, ainda, muito variada.

6. Durabilidade da bateria

Tal como as restantes baterias, também as baterias dos veículos elétricos perdem capacidade com o tempo. No caso das baterias dos carros elétricos, é expectável que as baterias tenham uma duração de cerca de 10 anos. 

Apesar destes pontos, não há dúvida que os carros movidos a eletricidade são o futuro.