Despesas com imóveis dedutíveis no IRS

Reveja tudo o pode deduzir referente a imóveis no IRS em 2018 (despesas de 2017).

Encargos com Imóveis

Aceitam-se como encargos com imóveis:

  • as rendas pagas de imóveis para habitação permanente ao abrigo do NRAU ou do RAU;
  • os juros dos empréstimos com compra, construção ou beneficiação de imóveis para habitação permanente própria ou de imóveis arrendados para habitação permanente do inquilino, desde que adquiridos até ao final de 2011;

Despesas Dedutíveis com Imóveis

Os senhorios podem deduzir despesas com a manutenção e a conservação de imóveis como:

  • Pinturas exteriores e interiores;
  • Gastos com limpezas e porteiros;
  • Reparação ou substituição do sistema elétrico ou de canalização;
  • Energia e manutenção de elevadores;
  • Energia para iluminação, aquecimento ou climatização central;
  • Segurança do imóvel;
  • Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI);
  • Prémios de seguro de prédios e taxas municipais (saneamento, esgotos).  

No quadro 4 do anexo F o senhorio deve referir as rendas recebidas e as despesas pagas com o imóvel arrendado para se obter o rendimento líquido da categoria F (subtraindo o Fisco as despesas ao rendimento predial total).

Leia sobre os encargos com a reabilitação de imóveis.

Conheça ainda os limites das deduções com imóveis no IRS.