Descubra se deve fazer IRS em conjunto ou em separado

A resposta à pergunta se deve fazer o IRS em conjunto ou em separado depende de situação para situação. E é algo a ponderar por muitos agregados, já que a reforma do IRS permite aos casais escolherem o que for mais vantajoso.

A entrega individual (separada) é a nova norma instituída, mas os casais poderão optar pela tributação conjunta dos rendimentos na sua declaração anual, sempre que entregarem o IRS dentro do prazo.

Em 2017 será possível entregar o IRS em conjunto mesmo fora do prazo.

A escolha entre o IRS em conjunto ou em separado vai ditar os prazos de entrega do IRS para os casais.

Fazer IRS em conjunto

A vantagem de entregar a declaração do IRS em conjunto estava na aplicação do chamado coeficiente conjugal, que somava os rendimentos do casal e os dividia por dois, tributando-se então os rendimentos a uma taxa mais baixa.

Com a reforma do IRS trocou-se o coeficiente conjugal pelo quociente familiar, onde cada membro do casal continua a valer por 1, mas em que cada dependente ou ascendente vale 0,3 nas contas do rendimento a tributar, no caso da tributação conjunta.

Entregar o IRS em conjunto costuma compensar para os casais que recebem ordenados desnivelados e em especial quando um membro do casal se encontra desempregado.

Fazer IRS separado

A vantagem da entrega do IRS em separado está nas deduções possíveis.

Um casal em união de facto com dois filhos, por exemplo, pode entregar o IRS em separado, dividindo os filhos por declaração, para gozar de mais deduções de IRS e para receber uma possível maior devolução de IRS.

Relativamente ao quociente familiar, na tributação separada, cada dependente vale unicamente 0,15 no cálculo do rendimento a tributar.

Caso os rendimentos do casal sejam diferentes compensa englobar os gastos com os filhos no IRS do membro com mais rendimentos. Já se os rendimentos forem semelhantes, é indiferente qual a declaração que os engloba.

Simular a melhor tributação

Para descobrir qual a melhor opção para o seu caso, deve utilizar um simulador de IRS. Ao preencher o IRS online no Portal das Finanças consegue também simular as duas hipóteses, em conjunto ou em separado, antes de submeter as declarações. Escolha aquela que menos encargos acarreta para si.

Para o ajudar na decisão, confira as vantagens do IRS conjunto e as vantagens de fazerem o IRS em separado.