Crédito mal parado: como resolver

Se já está endividado e com dificuldades para cumprir os seus compromissos, veja como pode resolver uma situação de crédito mal parado. A situação pode parecer complicada, mas há sempre forma de dar a volta às suas finanças.

Há uma série de medidas e comportamentos que pode adotar para resolver a sua situação de crédito mal parado. Mas esteja consciente que o processo de melhoria pode ser lento.

Renegociar a dívida ou consolidar os créditos

Os créditos são o que lhe causa mais dores de cabeça e mais problemas financeiros? O rendimento mensal e as despesas que tem que suportar não estão a deixá-lo cumprir com as suas obrigações? Então reveja esses empréstimos. Para não deixar de pagar as prestações, veja até onde o seu orçamento lhe permite chegar e renegoceie com o banco a forma de liquidação.

Se deve a mais do que a uma entidade financeira, pondere recorrer a um crédito consolidado de forma a baixar a prestação mensal.

E se já tem empréstimos, não aumente o seu endividamento caindo na tentação de usar os cartões de crédito, mesmo que essa utilização não acarrete custos adicionais. Pense que vai acarretar mais um custo mensal, agravando a situação do crédito mal parado.

Controle as suas contas

Quando o dinheiro lhe sai do bolso é mais fácil controlar. Mas numa era em que muitas despesas se pagam por débito direto, por transferências bancárias ou recorrendo ao cartão multibanco, não abdique de conferir todos os seus movimentos. Errar é humano, mas as máquinas também falham. Controle o extrato regularmente, confira se autorizou todos os movimentos de dinheiro da sua conta.​

Ainda a propósito de bancos, uma das primeiras ações a tomar para resolver uma situação de crédito mal parado é rever os seus custos bancários. Porquê pagar taxas mensais por uma conta bancária se há bancos que as disponibilizam gratuitamente? Por vezes, basta apenas domiciliar o seu ordenado para não ter essa despesa ou abdicar de serviços que não está a usufruir.

Se seguir estas dicas, ser-lhe-á mais fácil resolver uma situação de crédito mal parado e evitar o endividamento. E, assim, contribuir também para inverter as estatísticas do país.