Medir a produtividade de uma empresa ajuda a analisar a sua eficácia. Para medir a produtividade no trabalho podem ser tomados os seguintes passos.

Definir uma unidade de medida

Para calcular a produtividade precisa de estabelecer a medida a aplicar. Pode ser monetária (o montante auferido) ou quantitativa (o número de bens produzidos, de chamadas atendidas, de serviços contratados, etc).

Escolher um limite temporal

Terá de medir a produtividade durante um espaço temporal: uma hora, um dia, uma semana, um mês, um trimestre, um ano, etc. Quanto mais pequeno o intervalo, mais fácil será o cálculo.

Medir o resultado do trabalho

Pode criar uma tabela com os nomes dos colaboradores da empresa e registar os seus resultados consoante a medida e o tempo escolhidos (X bens produzidos por dia, por exemplo).

Calcular o tempo de trabalho

Descubra o tempo de trabalho efetivamente utilizado nessa tarefa específica. Por exemplo: durante um dia foram gastas 6 horas (de um trabalhador) ou 80 horas (de vários trabalhadores em conjunto) para produzir determinado número de bens.

Calcular a produtividade do trabalho

Pegue nos resultados obtidos durante o período de tempo escolhido e divida-os pelo número de horas de trabalho que a mão-de-obra gastou para esses resultados.

Exemplo: se a empresa produziu 1000 euros num dia, num total de 60 horas de trabalho, o cálculo equivale a 1000 / 60 = 16,7€ por hora.

Veja ainda como calcular a produtividade marginal.

Se não ficar contente com o resultado final obtido, pode tentar implementar medidas para aumentar a produtividade da empresa.

Se a sua empresa trabalhar em serviços veja como medir a produtividade em serviços.