Como calcular o valor da sua empresa

Existem vários métodos para calcular o valor de uma empresa. Contudo, as previsões pecam sempre pela incerteza, que é ainda maior quando se trata de uma start-up ou  de uma pequena e média empresa. Escolha entre os seguintes meios de avaliar o valor de uma empresa.

1. Através do discounted cash flow

Esta forma de avaliar o valor de uma empresa tem em conta a capacidade da empresa gerar rendimento futuramente, num prazo mínimo de cinco anos. 

Primeiro faz-se uma estatística das receitas e dos custos da empresa para um dado período (não descurando fatores qualitativos, como a carteira de clientes). Depois subtrai-se uma percentagem (a taxa de desconto) que corresponde ao custo para colocar no presente valores só possíveis de alcançar no futuro. Isto permite criar uma projeção demonstrativa do montante financeiro que a empresa deve gerar no futuro, avaliando-se o quanto vale isso no presente.

2. Através do valor do património

O valor patrimonial da empresa consiste na soma de todos os seus ativos, desde máquinas a edifícios, de carros a equipamentos, de produtos a capital. É no fundo a riqueza concentrada da empresa, o valor investido pelos sócios/acionista ao longo do tempo. É ainda necessário descontar as dívidas e compromissos financeiros. Neste método as receitas futuras da empresa não são consideradas.

3. Através do valor do mercado

O cálculo pelo valor de mercado tem como base a capitalização bolsista, utilizando-se em empresas cotadas na bolsa, onde se consegue multiplicar a cotação das ações pelo seu número total. 

4. Por comparação

Para as empresas não cotadas em bolsa pode-se usar o método comparativo, ou de múltiplos, onde se comparam os indicadores da empresa com os negócios semelhantes existentes no mercado. Para isso procuram-se empresas do mesmo setor, com produtos e clientes semelhantes. Através da média setorial consegue-se encontrar um valor para a empresa.