Cálculo do subsídio de férias: saiba quanto vai receber

Para que os trabalhadores possam gozar as merecidas férias, não só têm direito a receber o salário como se estivessem a trabalhar, como ainda recebem um subsídio de férias para fazer face aos gastos acrescidos dos dias de lazer. Explicamos-lhe como é feito o cálculo do subsídio de férias, para que possa antecipar quanto vai receber.

Valor do subsídio de férias

O cálculo do subsídio de férias tem por base o salário bruto mensal e o tempo de prestação de serviços à empresa. Todos os trabalhadores têm o direito de receber o dobro do salário mensal, o correspondente ao que receberia se estivesse ao serviço da empresa mais o subsídio de férias, valor este que deve ser pago, normalmente, em junho de cada ano.

O subsídio de férias está sujeito a retenções de IRS e Segurança Social.

Fórmula de cálculo do subsídio de férias

Quem trabalha há mais de um ano numa empresa recebe a título de subsídio de férias o valor correspondente ao seu salário base. Isto significa que, na prática, se recebe € 800 como retribuição base, o valor de subsídio de férias é € 800. Este valor pode ser pago de uma só vez ou de forma repartida.

O funcionário que não tiver completado 1 ano ao serviço da empresa deverá fazer os cálculos com base no tempo de serviço prestado à empresa.

Ano de contratação e de demissão

Caso tenha que calcular os proporcionais do subsídio de férias, o que acontece no ano em que começa a trabalhar ou no ano em que deixa de o fazer, siga os seguintes passos:

  1. Calcule o salário hora;
  2. Calcule o valor diário do subsídio de férias;
  3. Multiplique pelos dias de férias a que tem direito.

Fórmulas a utilizar:

  • Salário hora = (salário base / horas semanais) x (12 meses / 52 semanas)
  • Subsídio de férias = [salário hora x (horas semanais x 52 semana / 12 meses) / 22 dias úteis]

No primeiro ano de contrato, o trabalhador tem direito a 2 dias úteis de férias por cada mês completo de duração do contrato, até um máximo de 20 dias úteis.

Exemplo prático:

O João começou a trabalhar no dia 1 abril. O seu ordenado base é € 1200. Trabalha 40 horas semanais.

Passo a passo para calcular o subsídio de férias:

  1. Salário hora = (€ 1200 / 40) x (12 / 52) = € 6,92
  2. Subsídio de férias diário = [€ 6,92 x (40 x 52 / 12) / 22] = € 54,52
  3. Subsídio de férias = € 54,52 x 18 dias = € 981,36

Ao invés de receber € 1200, o João vai receber apenas € 981,36.