Como vai funcionar o aumento das pensões em 2018?

Vai haver um aumento das pensões em 2018, de acordo com o relatório do Orçamento do Estado 2018 (OE 2018).

Quais serão as pensões aumentadas?

Quase todas as pensões serão aumentadas em 2018, devido ao aumento do valor do IAS, que influencia as prestações sociais como as pensões. Este ano deverão ser aumentadas as pensões até aos 12 IAS (5 147 euros). Veja como se processa o aumento das pensões em 2018.

Qual será o aumento das pensões?

O primeiro escalão de pensões abrange em 2018, tal como em 2017, pensões até 2 IAS, ou seja, até ao valor de 857,80 euros. Estas pensões receberão um aumento de 1,8%.

Acima desse valor e até os 2 573,40 euros (6 IAS), as pensões aumentam 1,3%.

Para as pensões mais altas, o aumento deverá rondar 1,05%, até ao limite de 5 146,80 euros (12 IAS), em que não irão sofrer qualquer aumento.

Apesar do aumento previsto já para o mês de Janeiro, o valor recebido mensalmente será inferior, uma vez que este ano se retoma o pagamento do subsídio de Natal, por inteiro, no final do ano.

Quando se aplica o aumento das pensões?

As pensões serão aumentadas em duas fases: em janeiro de 2018, consoante a inflação, e em agosto de 2018, com o aumento extraordinário (de valor previsto entre os 6 e os 10 euros) previsto no OE 2018. Este aumento extraordinário destina-se apenas a garantir que os beneficiários recebam o aumento mínimo de 6 ou 10 euros. Com os valores previstos para os aumentos em Janeiro, prevê-se que apenas recebam o aumento extraordinário em agosto pensionistas que recebam, no conjunto das suas pensões, até 555 euros.   Em janeiro a atualização é feita por pensão, mas em agosto são tidas em conta todas as reformas que a mesma pessoa recebe. 

Aumento da idade legal de acesso à reforma

Em 2018 a idade legal de acesso à reforma volta a aumentar, passando para os 66 anos e 4 meses

Mantém-se o fator de sustentabilidade para as reformas antecipadas, que sofrem um corte de 14,5% devido ao fator de sustentabilidade, acrescido do corte de 0,5% por cada mês de antecipação face à idade legal de aposentação. 

No entanto, o fator de sustentabilidade foi eliminado nas carreiras muito longas, ou seja, para as pessoas com 60 anos de idade e 48 anos de contribuições, ou para quem começou a trabalhar antes dos 15 anos e some 46 anos de descontos. 

Confira o valor das pensões em Portugal.