7 Coisas para as quais devia poupar dinheiro por precaução

Poupar, poupar, poupar. Quantas vezes ouviu e repetiu para si essa palavra? Mas afinal, poupar para quê? Cada um gasta o seu dinheiro, da forma que mais lhe agrada, mas existem algumas coisas para as quais todos nós devemos poupar. 

1. Uma doença inesperada

Por mais forte e saudável que a pessoa se sinta, ela está sempre sujeita ao surgimento de doenças, mais ou menos graves. Para o dinheiro não ficar escasso rapidamente, convém colocar de lado uma determinada quantia por mês para uma eventual doença. 

2. O terrível desemprego

Com a instabilidade da economia, nunca se sabe quando o desemprego bate à porta e deixa o trabalhador fora da porta do emprego. Por mais confiante que esteja com o seu desempenho, não deve gastar o seu salário compulsivamente, mas deve sim gastar o ordenado com sapiência.

3. A tão ambicionada reforma

Lembre-se que um dia vai ser velho. A esperança de vida é cada vez mais alta. Comece a preparar a sua reforma atempadamente e inteligentemente.

A idade recomendada para se começar um plano de complemento de reforma é aos 35 anos.

4. Os seguros de prevenção

Os seguros são obrigatórios e opcionais. Terá de ter dinheiro para pagar esta despesa considerável todos os anos, assim como poupar dinheiro extra, no caso de contratar diferentes tipos de seguro. Um seguro de saúde é uma ótima forma de precaver os dispendioso tratamentos de saúde.

5. As dívidas emergentes

Não lhe é preciso dizer para poupar dinheiro para pagar os empréstimos que contraiu, já o sabe bem. Contudo, as despesas nascem todos os dias a olhos vistos. Uma recomendação para suavizar possíveis dívidas é poupar uma determinada percentagem do orçamento familiar.

Uma vez endividado, é difícil conseguir superar o endividamento.

6. O IRS anual

Se for trabalhador independente, pode-se esquecer que o seu rendimento sofre um corte anualmente, com a entrega do IRS. Os impostos a pagar são uma despesa que reclamam uma poupança extra.

7. As despesas dos filhos

Os filhos aumentam as despesas do lar enormemente. Se pensa ter um filho conte com novas despesas que exigem uma poupança rigorosa. Se já tem filhos comece a pensar poupar dinheiro para a educação destes. Quando der por ela, já os seus pequenos estão graúdos e a caminho da universidade. 

Fique com sugestões de como criar um fundo de emergência.

Falando em poupança, veja ainda as despesas de cada mês do ano.