6 Perguntas a Fazer a si Mesmo Antes da Reforma

Para se preparar para a reforma devidamente pode fazer um exercício de análise pessoal. Chegar à reforma e deixar de ter de acordar a uma hora certa para trabalhar para outras pessoas é uma conquista especial. Para saborear melhor esse momento único pode começar por fazer a si próprio as seguintes questões.

Está na hora de pedir a reforma?

Será que chegou finalmente o momento de apresentar a carta de demissão ao patrão? Por norma precisa de 15 anos de descontos para pedir a reforma.

A idade da reforma em Portugal é de 66 anos e 2 meses (em 2016) mas é possível pedir a reforma antecipada.

Ainda posso dar mais de mim?

Talvez queira ainda experimentar algumas coisas antes da reforma. Se acha que ainda pode dar o seu contributo à sociedade, ou que ainda não está realizado pessoalmente, vai sempre a tempo de o fazer.

Preparei bem a minha reforma?

Será que poupou e descontou o suficiente para ter uma boa reforma? O recomendado é simular uma reforma e melhorar ou reforçar as contribuições de acordo com o orçamento e o que é desejado para a reforma. Um dos erros que deve evitar para ter uma boa reforma é não planear a reforma com antecedência.

Veja como se preparar para a reforma de forma mais inteligente.

O que vou fazer na reforma?

Outra questão muito importante que deve colocar a si mesmo é o que vai fazer na reforma. Vai deixar de ter uma razão específica para se levantar de manhã da cama. A reforma pode ser um maravilhoso mundo novo, a aproveitar para se fazer o que ainda não se teve a oportunidade de fazer.

Como vou gerir o dinheiro na reforma?

Mesmo na reforma deve-se contar os euros que se gastam mensalmente. Com a reforma diz-se adeus a um ordenado, mas também se diz olá a uma reforma mensal, tradicionalmente mais modesta.

Espreite o que deve pagar antes da reforma e como manter as finanças em dia na reforma.

O que vai ser do meu dinheiro no futuro?

Uma questão que não quer colocar a si mesmo é, contudo, inevitável de se fazer: o que será do meu dinheiro quando tiver de partir?

Ele pode ficar para os filhos, para os netos, para beneficência, etc. Apesar de querer adiar ao máximo esta questão, deve ter o cuidado de planear um futuro para o seu dinheiro que você aprovaria.