Nem todos os candidatos são iguais, mas há certas pessoas que os recrutadores evitam contratar. Como os demasiado bonitos ou os obesos. E outros tipos de pessoas muitas vezes preteridas em processos de recrutamento.

Seja pelo aspeto, pela postura ou pelo percurso de vida ou profissional, há pessoas que a maioria dos recrutadores evita contratar. Como as seguintes.

Pessoas bonitas demais

A aparência é uma das questões que mais preocupa os candidatos a um emprego, sobretudo a pensar na entrevista. Talvez por isso, estudos em todo o Mundo revelem que as pessoas com beleza acima da média têm mais hipóteses de serem seleccionadas para um emprego. Mas não é assim em todo o lado. Por exemplo, no Brasil, ser bonito demais também pode ser um entrave. Os investigadores concluíram que quase metade dos recrutadores evita contratar candidatos bonitos demais.

Pessoas obesas

Porque a gordura não está associada a um estilo de vida saudável, os recrutadores também evitam contratar candidatos obesos. Quem procura colaboradores pressupõe que as pessoas com peso em excesso têm hábitos pouco saudáveis que poderão conduzir a problemas de saúde e, consequentemente, a um pior desempenho profissional.

Fumadores

Pela mesma preocupação com a saúde associada aos hábitos de vida das pessoas, há estudos que demonstram que alguns recrutadores evitam contratar candidatos fumadores.

Percurso profissional instável

Entre as pessoas que os recrutadores evitam contratar estão ainda os candidatos que tiveram empregos de curta duração. Sobretudo para profissões que não se regem pela rotatividade, estas pessoas são encaradas como instáveis. Logo, evitam contratá-las.

No sentido oposto, o Economias revela-lhe o que os recrutadores mais gostam num candidato.