Por: João Paulo Moura

Trabalho part-time: empregos, direitos e vantagens

O trabalho a part-time, ou trabalho a tempo parcial, apresenta um período de trabalho médio semanal inferior ao trabalho praticado a tempo completo em situação comparável.

Ele pode ser prestado por alguns dias numa semana, durante um dado mês ou até durante um ano, devendo ser regulado por um acordo escrito.

Ofertas de trabalho part-time

O trabalho a part-time é uma forma de conseguir um rendimento extra no fim do mês, ou de trabalhar e estudar ao mesmo tempo, dada a sua menor carga horária e flexibilidade.

Para encontrar empregos a part-time em Portugal pode fazer uma pesquisa sobre este tipo de trabalho nos melhores sites de emprego.

Também deve procurar emprego part-time nas agências de trabalho temporário em Portugal.

Nesta modalidade de trabalho é possível trabalhar para outros, enquanto trabalhador contratado, ou para o próprio, enquanto trabalhador independente.

Veja exemplos de profissões part-time a considerar.

Direitos no trabalho part-time

Segundo o Código do Trabalho (artigo 154º), os trabalhadores em part-time ou tempo parcial têm direito a:

  1. remuneração base e outras prestações na proporção da remuneração de um trabalhador a tempo inteiro;
  2. subsídio de alimentação ou, se mais benéfico, o previsto pela regulamentação coletiva de trabalho.

O trabalhador a tempo parcial pode passar a trabalhar a tempo completo, por do acordo escrito com o empregador, ou terminar o acordo por comunicação escrita ao empregador até ao sétimo dia depois da celebração do contrato.

O contrato de trabalho a tempo parcial pode dar direito a férias.

Conheça todos os direitos do trabalhador a tempo parcial.

Vantagens e desvantagens do trabalho part-time

Como vantagens, o trabalho a part-time apresenta:

  • Como primeiro emprego consegue abrir portas no mercado de trabalho e ser uma experiência menos exigente do que o trabalho a tempo inteiro.
  • Conciliação de dois trabalhos e obtenção de mais rendimentos.
  • Conciliação de trabalho e de estudos.
  • Conciliação de trabalho e de subsídio de desemprego parcial.
  • Maior disponibilidade de tempo para outras facetas da vida.
  • Flexibilidade de horários.
  • Possibilidade de passagem para contrato a tempo inteiro.
  • Apresentar menos desgaste físico e mental do que trabalho a tempo inteiro.

Já como desvantagens encontramos:

  • Não se receber os mesmos rendimentos e benefícios do que em trabalho a tempo inteiro.
  • Maior desgaste se já existir outro trabalho.
  • Exigência de flexibilidade de horários em determinados trabalhos (por turnos).
  • Tradicionalmente são os primeiros trabalhadores a serem dispensados.

Faça a si mesmo estas perguntas antes de trabalhar a tempo parcial.