Taxas Moderadoras na Saúde

Há descidas nas taxas moderadoras na saúde a aplicar durante o ano de 2016. Veja quanto vai pagar se recorrer ao Serviço Nacional de Saúde (SNS).

Ida aos hospitais mais barata

Tal como muitos outros preços, as taxas moderadoras na saúde refletem as variações da taxa de inflação do ano civil anterior. Como se fixou em -0,5%, há boas notícias para os utentes: vão pagar menos em alguns serviços.

É nas idas ao hospital que se reflete em 2016 a poupança para os utentes que tenham de pagar as taxas moderadoras na saúde.

Taxas Moderadoras em 2016

Consultas

  • Consulta de medicina geral e familiar ou outra consulta médica que não a de especialidade - 4,50 euros (5 euros em 2015)
  • Consulta de enfermagem ou de outros profissionais de saúde realizada no âmbito dos cuidados de saúde primários - 3,50 euros (4 euros em 2015)
  • Consulta de enfermagem ou de outros profissionais de saúde realizada no âmbito hospitalar - 4,50 euros (5,15 euros em 2015)
  • Consulta de especialidade - 7 euros (7,75 euros em 2015)
  • Consulta no domicílio - 9 euros (10,30 euros em 2015)
  • Consulta médica sem a presença do utente - 2,5 euros (3,10 euros em 2015)

Urgências

  • Serviço de Urgência polivalente - 18 euros (20,60 euros em 2015)
  • Serviço de Urgência básica - 14 euros (15,45 euros em 2015)
  • Serviço de Urgência Médico Cirúrgica - 16 euros (18 euros em 2015)

Caso não pague no momento da prestação do serviço, o utente é notificado e tem dez dias para efetuar o pagamento. Se não o fizer, arrisca-se ao pagamento de multas e terá de acertar contas com o fisco.

Livres dessa preocupação ficam os utentes isentos do pagamento das taxas moderadoras. Veja aqui quem são, uma vez que o benefício foi alargado em 2016.