Por: João Paulo Moura

Soft skills vs hard skills: diferenças e importância

O que são as soft skills e as hard skills e o que elas significam nas empresas é o que veremos de seguida. Pode ter de mudar o seu currículo, uma vez que ambas pesam bastante junto dos recrutadores.

Soft skills: o que são?

As soft skills são as competências comportamentais e sociais do profissional. Estão associadas às suas habilidades mentais e emocionais. Elas são mais difíceis de serem ensinadas e de serem medidas, correspondendo muitas vezes a capacidades inatas da pessoa.

Exemplos de soft skills prezadas pelos recrutadores

  • Paciência
  • Confiança
  • Relacionamento
  • Resolução de problemas
  • Criatividade
  • Comunicação
  • Ética
  • Positivismo
  • Coordenação
  • Flexibilidade
  • Organização
  • Gestão

Fique com 10 exemplos de soft skills importantes para o futuro. Estas são algumas soft skills a trabalhar diariamente na empresa, ou a colocar no currículo, em caso de procura de emprego. Não basta listar as mesmas no currículo, já que qualquer pessoa o consegue fazer. É necessário exemplificar o que se diz com conquistas e bons resultados obtidos.

Hard skills: o que são?

As hard skills são as habilidades técnicas da pessoa. Estas competências técnicas são ensinadas na escola, em formação, ou num trabalho, podendo ser facilmente medidas em candidatos e testadas em entrevista de emprego. Elas são especialmente importantes em campos como a engenharia, a tecnologia, o direito ou a medicina.  

Exemplos de hard skills requisitadas

As hard skills aparecem frequentemente em anúncios de emprego. O candidato ou as tem, ou não as tem. Alguns exemplos:

  • Domínio de PHP
  • Domínio de SPSS
  • Domínio de Excel avançado
  • Photoshop avançado
  • Certificação Cisco
  • Certificação SAP
  • Programação
  • Contabilidade
  • Estatística
  • Mestrado em ensino
  • Francês avançado
  • Inglês comercial
  • Operação de máquina agrícola

Estas hard skills colocam-se numa parte própria do currículo ou juntamente com as soft skills, se escrever um currículo híbrido, mais funcional. Também podem ser inseridas em cada trabalho desempenhado, quando adquiridas nesse cargo.

Soft skills versus hard skills

Se para alguns trabalhos as hard skills são mais importantes, para outros o destaque vai para as soft skills. Na prática, ambas são fundamentais.

Enquanto as soft skills equivalem às capacidades mentais e emocionais reguladas pelo lado direito do cérebro, as hard skills correspondem às capacidades técnicas desenvolvidas pela parte esquerda do cérebro, a metade da lógica. O melhor candidato e o melhor trabalhador será aquele que conseguir reunir o maior leque de soft e hard skills.

Assim, costuma-se dizer que as hard skills levam um candidato a uma entrevista, mas que são as soft skills que levam a um emprego.

Se para as hard skills as regras são as mesmas onde quer que se trabalhe, para as soft skills as regras variam, consoante a cultura e as pessoas com quem se trabalha, por exemplo. Um programador consegue programar da mesma forma em diferentes empresas (hard skills), mas pode já não conseguir comunicar e explicar o que fez da mesma forma (soft skills) a colegas programadores e a superiores da empresa.