Seguros de saúde: como funcionam?

Se tem dúvidas sobre o funcionamento de um seguro de saúde, o Economias ajuda-o a elucidar-se sobre as mesmas.

Cobertura

O seguro de saúde cobre despesas de saúde, conforme as coberturas estipuladas no contrato e os limites acordados no mesmo.

Exclusões

O seguro de saúde não costuma cobrir:

doenças profissionais e acidentes de trabalho,

  • doenças pré-existentes,
  • perturbações nervosas e doenças psiquiátricas,
  • exames gerais de saúde,
  • perturbações resultantes do abuso de álcool ou drogas
  • lesões resultantes da participação em competições desportivas,
  • fecundação artificial,
  • transplantes,
  • cirurgias e tratamentos de estética e plástica,
  • estadias em termas, lares, casas de repouso, centros de desintoxicação, centros de psiquiatria.

Utilização

O seguro de saúde pode funcionar pelo pagamento direto aos prestadores dos serviços de saúde dentro da rede de serviços médicos convencionada pela seguradora, ou através do reembolso, pela utilização de cuidados médicos fora desta rede.

Rede

Os seguros de saúde dão acesso a uma vasta rede de prestadores de cuidados de saúde à qual se pode recorrer instantaneamente.

Ao recorrer aos cuidados da sua rede, o segurado só paga a parte da despesa que não se encontra coberta pelo seguro. O pagamento da outra parte do tratamento médico cabe ao segurador.

Reembolso

Se a rede do seguro de saúde não cobrir certas zonas ou especialidades, o segurado pode optar por ser atendido fora da rede, pagando o serviço e pedindo posteriormente o reembolso junto da sua seguradora.

As percentagens de comparticipação da seguradora e os prazos de reembolso estão indicados no contrato.

Período de carência

O período de carência é o período que separa o início do seguro e a data de validação das suas coberturas e garantias. Este é um período de espera, em que o segurado não pode usufruir das condições de cobertura oferecidas pelo seguro.

Veja um glossário de um contrato de seguro.