Quando Vender Ações?

Quando vender ações é uma questão que os mais recentes investidores na bolsa de valores colocam a si próprios. Da escolha desse momento vai resultar o lucro ou o prejuízo.

Vender em alta

Embora não existindo uma receita única, há uma dica comum dos investidores mais experientes para aqueles que se iniciam neste mundo da bolsa. Em suma, dizendo que o melhor momento para vender ações é quando estas disparam, isto é, quando estão a ser cotadas por valores elevados.

Mas a circunstância inversa também pode ditar quando vender ações. Será a melhor decisão a tomar se concluir que errou no momento da compra e que a evolução dos títulos o está a dececionar. Neste cenário, quando mais depressa vender menos perderá, ficando com o dinheiro disponível para investimentos que se revelem mais rentáveis.

A este propósito, os investidores experientes alertam que a referência não deve ser a queda das cotações, mas a própria rentabilidade da empresa em que investiu. Se os lucros estão a cair durante um longo período de tempo, dificilmente alcançará a rentabilidade que o fez investir nessas ações.

A melhor forma de saber, no seu caso concreto, quando vender ações, passa por definir uma meta de lucro, o chamado “stop loss”. Imagine que compra uma ação de uma empresa por 8,00 euros e atinge uma primeira meta de 15,00 euros, continuando em alta no mercado até valer 20,00 euros. De repente, entra em queda voltando aos 15,00 euros. Se não souber avaliar se se trata de uma situação pontual e se poderá voltar a valorizar, o melhor será vender a ação. E, assim, consegue o lucro inicialmente calculado.

Vender por razões pessoais

Independentemente de todos estes fatores, está uma necessidade, concluindo que o valor que tem investido lhe poderá ser útil para outra coisa. Eis um momento que, para si, é o ideal para vender ações. Neste caso, correndo o risco acrescido de estar a atravessar um momento em baixa, logo, com perdas em relação ao que investiu nos títulos.

De qualquer forma, se pensar vender ações, não se precipite. Uma das regras básicas é saber esperar, já que estamos a falar de ativos que rendem sobretudo a longo prazo. Estude o mercado, informe-se sobre a empresa, acompanhe a evolução desta e saberá quando chega o momento de vender.

Se o fizer, saiba como declarar a venda de ações no IRS

Veja ainda como comprar ações.