Quando me Posso Despedir Sem Ter Outro Emprego em Vista?

Quando é que faz sentido despedir-se sem ter outro emprego em vista? Será que faz sentido em primeiro lugar? Alguns cenários dizem que sim. Nunca é uma boa ideia deixar um emprego sem outro em mente, pois encontrar um novo emprego demora e estando-se empregado é tradicionalmente mais fácil para se encontrar um emprego, mas às vezes mais vale deixar mesmo o emprego que se tem.

Esgotamento

Quem está esgotado com o seu trabalho é puxado ao limite. Esta pessoa é tentada a viver o seu sonho, em vez de seguir o sonho dos outros. Este trabalhador tem uma justificação para deixar o trabalho sem ter outro emprego planeado. A família pode não o entender, mas a pessoa sabe que está a fazer o correto quando sente que aquele trabalho não é para si e que está na verdade a dar cabo da sua saúde física e mental.

Razões familiares

Está a trabalhar no estrangeiro há anos e tem a vida toda à espera em Portugal? Vai ter um filho brevemente? Algumas razões como as familiares são facilmente explicadas a um recrutador, quando este se depara com um intervalo largo entre duas datas de emprego num currículo.

Próprio negócio

Tudo é um risco. Até continuar no emprego que se tem. Depois de descobrir que chegou a altura de começar o próprio emprego, o trabalhador tem luz verde moral para se despedir e arriscar a vida profissional por conta própria. Muitas vezes isso é até um requisito: para começar uma nova vida, é preciso cortar com a anterior.