Preencher o IRS Online

Para preencher o seu IRS online deve aceder ao Portal das Finanças e selecionar o ano de rendimentos. Se questionado, permita que o Java seja executado. Tenha em atenção que o Java não funciona em Google Chrome, sendo necessário utilizar o navegador Firefox ou Internet Explorer.

  1. Escolha declaração pré-preenchida.
  2. Escolha o ano dos rendimentos, insira o seu NIF (sujeito passivo A) e senha (deve requisitar esta com alguns dias de antecedência caso ainda não a possua).

Rosto

A sua declaração foi pré-preenchida com elementos facultados pelas suas entidades pagadoras. Cabe a si alguma eventual correção.

Na folha de rosto surgem indicações de preenchimento da declaração de IRS.

  • No Quadro 1 aparece-lhe o código do serviço de finanças da sua residência fiscal.
  • No Quadro 2 o ano de rendimentos relativos à declaração.
  • No Quadro 3 surge o seu NIF. O sujeito passivo B é o seu cônjuge e deve inserir o número de dependentes caso tenha filhos dependentes.
  • No Quadro 4 selecione o estado civil a 31 de dezembro passado.
  • No Quadro 5 é possível optar pela tributação conjunta dos rendimentos.
  • No Quadro 6 pode indicar os membros do agregado familiar e no Quadro 7 os ascendentes.

Anexo A

Já no anexo A que é referente aos rendimentos de trabalho dependente ou pensões, aparecerá automaticamente o seu NIF, os salários recebidos e as contribuições pagas, devendo apenas verificar se os valores estão corretos e validar os mesmos em caso positivo.

Anexo B

Poderá sempre na coluna da esquerda abrir um novo anexo. Se for trabalhador independente (recibos verdes), no regime simplificado, pode abrir um anexo B (no mês de maio). Deve preencher o anexo B até ao final do mês de maio.

Anexo C

O anexo C deve ser apresentado por titulares de rendimentos de categoria B (empresariais e profissionais) ou pelo cabeça-de-casal ou administrador de herança indivisa com rendimentos dessa categoria, em regime de contabilidade organizada.

Anexo D

Deve preencher o anexo D do IRS para declarar a imputação de lucros ou prejuízos de sociedades sujeitas a transparência fiscal, ou os rendimentos resultantes de herança indivisa.

Anexo E

Se tiver rendimentos de aplicação de capitais (por exemplo juros recebidos de um depósito a prazo) pode abrir este anexo e colocar o NIF da entidade (neste caso o banco) e o valor da retenção. Pode optar pelo englobamento de rendimentos de capitais.

Anexo F

Abra e preencha este anexo se tiver rendimentos prediais. Deve indicar qual é o imóvel, a freguesia, o tipo, a fração, o artigo, o titular do imóvel, a sua quota-parte, o valor dos rendimentos, a retenção na fonte, a entidade que reteve e as despesas prediais (reparação, IMI, manutenção, condomínio, etc.). Pode ser vantajoso englobar os rendimentos prediais.

Anexo G

Aqui pode indicar mais-valias que são tributadas na transmissão de imóveis. Se vendeu algum imóvel deve indicar o valor, a data da venda, e as informações do imóvel. Veja como preencher o anexo G.

Anexo H

Pode preencher anexo H dos benefícios fiscais e deduções inserindo as despesas dedutíveis: guarde todos os recibos de saúde, educação e despesas de habitação numa pasta durante 4 anos (se não as validou no sistema e-fatura).

Tem de indicar as entidades e os valores. No Quadro 6A indique valores de pensões de alimentos.

No Quadro 6B os benefícios fiscais e despesas relativas a pessoas com deficiência.

No Quadro 6C pode declarar encargos com imóveis, despesas com lares, despesas de saúde, e de educação e formação profissional.

Anexo I

Sempre que a declaração de IRS integrar o anexo B ou C relativo a herança indivisa, o anexo I tem de ser preenchido e entregue.

Anexo J

Abra e preencha este anexo se tiver rendimentos obtidos fora de Portugal.

Anexo L

A preencher por residentes não habituais com rendimentos de elevado valor acrescido.

Anexo SS

Se for trabalhador independente pode ter de entregar o anexo SS. Outra dúvida a tirar, é se tem de preencher o quadro 6 deste anexo.

Submeter declaração

No final, não se esqueça de "gravar" a declaração e de carregar em"validar"para consultar possíveis erros. Se a declaração não apresentar erros faça "simular" para ter uma ideia do valor a pagar de IRS.

Clique em "submeter", ou se apresentar erros, grave os progressos na declaração e volte mais tarde para a submeter. Não deixe é passar o prazo de entrega, assim evitará uma multa.

Para qualquer dúvida que tenha, pode consultar as instruções de preenchimento do Modelo 3.

Saiba como obter ajuda no preenchimento do IRS.

Pode também preencher o IRS offline calmamente e entregar o mesmo ainda dentro do prazo de entrega.