Ative as notificações para receber todas as novidades sobre Impostos, Finanças e Poupança.

5 passos financeiros a tomar antes de comprar casa

Comprar casa é uma das decisões mais importantes da vida de qualquer pessoa porque acarreta um alto nível de compromisso financeiro. É um passo dado, muitas vezes, de forma emocional, mas a verdade é que deve ser muito bem ponderado de modo a não comprometer a sua “saúde financeira”. Estes são os quatro passos que deve tomar para garantir que tem capacidade financeira para adquirir um imóvel:

1. Garanta uma fonte de rendimentos estável

A não ser que tenha o capital total para pagar o imóvel a pronto, a aquisição de uma casa vai representar uma despesa mensal fixa por várias décadas. Por isso, é importante considerar a estabilidade do seu contrato de trabalho ou, no caso de ter negócio próprio ou de ser trabalhador por conta própria, se vai conseguir compensar os meses com rendimentos mais fracos, com os meses em que tem mais trabalho ou em que o negócio corre melhor.

2. Calcule as despesas para perceber que tipo de casa pode comprar

Tendo em conta os seus rendimentos, deve fazer uma pesquisa sobre o tipo de casa que pretende comprar. É importante considerar não só o preço do imóvel mas também o seu estado (necessidade de obras de reparação/reconstrução), a localização (custos de deslocação extra), as despesas com o processo de compra (custo da avaliação do imóvel, impostos, preço da escritura, preço do registo na conservatória, etc…) e despesas de manutenção da casa (seguros, água, luz, gás, comunicações, etc…).

3. Caso necessite, calcule as despesas do crédito à habitação

Não se esqueça ainda que, caso necessite de crédito à habitação, é essencial que se informe bem sobre as características da oferta de cada banco, nomeadamente as taxas que vão ser aplicadas ao valor creditado (spread, Euribor, etc…). É necessário ter também em conta que, muitas vezes, a contratação de cartões de crédito ou serviços de domiciliação de ordenado podem representar uma diminuição dos valores a pagar.

4. Comece a pôr de parte a renda mensal antes de adquirir a casa

Depois de ter uma ideia de que tipo de imóvel vai comprar e de quanto vai custar, o ideal é começar a poupar o valor da renda e despesas mensais. Assim, testa a sua capacidade de pôr de parte, todos os meses, o montante de que precisa para pagar as despesas.

5. Crie um fundo para situações de emergência

Mesmo depois de dar a entrada, é aconselhável ter de parte 3 a 6 meses de despesas correntes para ter algum dinheiro para se manter, no caso de ter algum imprevisto com os seus rendimentos mensais ou de ter de fazer reparações de manutenção da casa.

Ao longo do processo, nunca é demais contactar vários bancos e mediadores imobiliários com conhecimento do estado do mercado que podem ajudá-lo a tomar as melhores decisões. Com todos estes passos, será mais fácil encontrar a casa dos seus sonhos sem comprometer a sua conta bancária.