Para se safar na reforma comece hoje mesmo a viver como um reformado. Não em relação ao tempo livre, mas no que respeita às suas finanças. Esta é uma forma de se preparar para a reforma.

Quando deixar de trabalhar já sabe que o rendimento mensal não será o mesmo, mas sim inferior. Para que não sinta um choque muito grande ou até para evitar chegar a situações de endividamento, comece a organizar as suas finanças em função dessa perda de rendimentos.

Dicas para poupar desde já

Poupar é a palavra de ordem para quem está já a pensar na reforma. Poupar para quando receber menos, sobretudo se quiser manter o mesmo estilo e nível de vida. Pode começar a viver hoje mesmo como um reformado apenas seguindo estes conselhos:

Se ainda está a trabalhar e tem o hábito de tomar o pequeno-almoço fora, comece a fazer a mais importante refeição do dia em casa. Para não perder tempo, deixe-o adiantado na noite anterior.

Em casa, substitua as lâmpadas tradicionais pelas económicas. Ao lavar a roupa, ligue a máquina apenas quando estiver cheia e a baixas temperaturas. Desta forma, poderá poupar nas faturas da eletricidade e da água e deixar alguns euros de lado para a reforma.

No supermercado, comece desde já a adotar o hábito de comprar produtos de marca branca. A poupança pode chegar aos 30%.

Sempre que puder, deixe o carro na garagem e faça as suas deslocações a pé ou de transportes públicos. Aliás, andar a pé será algo que lhe será vantajoso quando se reformar, de forma a manter alguma actividade física e evitar o sedentarismo associado ao facto de deixar de trabalhar.

Dicas para investir desde já

Para se safar na reforma convém que comece a investir algum do seu dinheiro enquanto tem ainda o rendimento da actividade profissional. Reserve uma parte desse rendimento para investir e poder tirar dividendos no futuro, quando já estiver reformado.

Acompanhe as principais regras do investimento.

Na hora de planear, veja ainda os erros que não deve cometer para ter uma boa reforma.