Já existe uma lista dos piores países para trabalhar. É um instrumento útil para quem escolhe um destino à procura de uma oportunidade de emprego. Grande parte das vezes, parte-se à aventura, mas há locais que poderá querer evitar.

Lista dos piores países do mundo para trabalhar

O melhor ou pior país para trabalhar são questões relativas. Alguns pensarão que o que é avaliado é o salário ou o custo de vida. Mas há outras questões a ter em conta quando se procura trabalho. E uma das essenciais é o cumprimento dos direitos do trabalhador. Há países onde alguns são violados e aqueles em que as leis parecem não existir, de tantas que são as violações desses direitos.

É o que acontece com a seguinte lista de países:

  • República Centro-Africana
  • Líbia
  • Palestina
  • Somália
  • Sudão do Sul
  • Sudão
  • Síria
  • Ucrânia

Estes oito países podem ser considerados os piores para trabalhar pela posição que ocupam no Índice de Direitos Global, elaborado pela Confederação Sindical Internacional, com base na análise de 97 indicadores, em 139 países. A este grupo foi atribuído o índice 5+, por não oferecerem qualquer garantia de direitos aos trabalhadores.

Este é o mais grave de seis níveis em que foram classificados os países onde o organismo verificou o cumprimento ou violação dos direitos dos trabalhadores. Esse levantamento foi feito entre abril de 2013 e março de 2014.

Logo a seguir, com o índice 5, aparece um grupo de 23 países onde os direitos dos trabalhadores estão previstos na lei, sem que sejam aplicados. O trabalho fica marcado pelas práticas laborais injustas e por regimes autocráticos.

No lado oposto da balança estão os melhores países para trabalhar.