Os 6 Piores Erros ao Vender o Seu Carro

Eis os 6 piores erros que pode cometer ao vender o seu carro, se não for uma decisão bem pensada. Mesmo que esteja a precisar de dinheiro com urgência, prepare bem o negócio.

Não avaliar a viatura

Mesmo que seja um entendido do mundo automóvel, não cometa o erro de fixar um preço de venda do seu carro sem antes procurar saber quanto vale. O valor depende de fatores como o ano da matrícula, os quilómetros percorridos e o estado da viatura e não apenas com base no que pagou por ela quando a comprou.

Vender a um stand

Outro dos piores erros ao vender o seu carro é vendê-lo a um stand sem antes tentar divulgar o negócio para encontrar possíveis interessados. Erro pelo simples facto de lucrar menos do que numa venda a particular, já que o stand quer ficar com margem de lucro para o voltar a vender.

Preço demasiado alto

Cuidado com o valor que pede pelo seu carro. Para muitos, colocar um preço alto é uma forma de poder negociar com o comprador sem ter grande prejuízo, quando este pedir um abatimento no preço de venda. Pode ser a estratégia errada, afastando possíveis interessados do negócio ainda antes de chegaram a fala consigo ou verem o carro.

Mostrar o carro sujo

E se o potencial comprador pede para ver o carro e até experimentar antes de fechar o possível negócio, não cometa o erro de levar o carro sujo ou em mau estado. Estará a dar indicações de que não é uma pessoa cuidada com o seu automóvel, deixando dúvidas quanto à manutenção do mesmo.

Não transferir a propriedade

Não transferir de imediato a propriedade da viatura é um dos mais graves erros que pode cometer ao vender o seu carro. Não se esqueça que só depois dessa formalidade deixa de ser responsável pelo automóvel. Daí que os mais entendidos sugiram que o negócio seja feito à semana, de forma a fazer-se na hora a transferência da propriedade no registo comercial.

Deixar o pagamento para o final

A confiança faz parte de qualquer boa relação comercial, mas quando não se conhece o potencial comprador todo o cuidado é pouco. Não cometa o erro de deixar o pagamento para depois da transferência de propriedade. Cumprida esta formalidade, o comprador pode alegar já ter pago e já tem a viatura no nome dele.

Mas se está a pensa vender o carro veja se vale mesmo a pena. Se se tratar de uma viatura mais antiga, aproveite o regresso do abate automóvel.