As deduções específicas são um dos vários campos da nota de cobrança do IRS. Elas correspondem a um valor que é retirado ao rendimento global para obter o rendimento líquido. São assim uma peça essencial no cálculo do IRS.

Deduções específicas por categoria

As deduções específicas variam entre categorias de rendimentos.

No caso dos trabalhadores por conta de outrem (categoria A – trabalho dependente) estas deduções têm um valor fixo: 4.104€ (72% de 12 vezes a retribuição mínima mensal garantida)

Na categoria B (trabalho independente) estas deduções podem ser nulas.

Na categoria F (rendimentos prediais) este valor depende consoante as despesas dos senhorios. Aqui pode-se subtrair por exemplo as despesas com obras de conservação e reparação dos imóveis, ou com o IMI, no valor das rendas recebidas.

Na categoria H (pensionistas e reformados) aplicam-se as deduções específicas do artigo 53º do CIRS à semelhança dos trabalhadores dependentes (4.104.00€, neste caso para pensões até 22 500€). Para as pensões de valor anual superior a 22.500€ (1.607 euros mensais), a dedução é reduzida em 20% x (Pensão - 22.500) até à sua concorrência.

Além de personalizadas, estas deduções são feitas automaticamente aquando da entrega do IRS.