O que é o Fundo de Investimento? Um instrumento financeiro que resulta da aplicação de poupanças. Seja de pessoas individuais ou coletivas.

Poupanças geridas por especialistas

Habitualmente classificado como sendo um património autónomo, um Fundo de Investimento é o conjunto dos montantes de diversos investidores, alternativo ao investimento direto. Ou seja, cada pessoa ou empresa que pretenda investir as suas poupanças entrega-as a especialistas, designados como “Sociedade Gestora”. Cabe a estes aplicar o capital numa série de ativos, mas sempre debaixo da supervisão da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

É este gestor profissional que analisa os riscos e as melhores oportunidades de forma a rentabilizar o investimento total, a longo prazo. O resultado da aplicação depende do comportamento do mercado e da forma como o Fundo de Investimento é gerido, podendo registar valorizações ou desvalorizar.

Por cerca de 500,00 euros qualquer pessoa singular ou coletiva poderá comprar unidades de participação num Fundo de Investimento. Basta dirigir-se a um banco e preencher o impresso para o subscrever. Nessa altura, terá ainda de pagar a respetiva comissão de subscrição, destinada a suportar as despesas de emissão das unidades de participação.

No banco onde fez a subscrição, através do serviço telefónico ou através da Internet, o investidor é também livre de resgatar o seu capital do Fundo de Investimento a qualquer momento.

Tipos de Fundo de Investimento

Há vários tipos de Fundo de Investimento. Pelo tipo de ativos que os integram podem ser mobiliários – ações, obrigações ou outros valores – ou imobiliários. Quanto ao tipo de subscrição, os fundos de investimento podem ser abertos ou fechados.

Saiba ainda como funciona a retenção no IRS dos fundos de investimento.

Leia ainda sobre os fundos de investimentos a incluir na declaração de IRS.