Um fiador pode pedir um empréstimo?

Um fiador pode pedir um empréstimo a uma instituição financeira como qualquer outra pessoa interessada neste produto financeiro. No entanto, o pedido pode ser prejudicado caso haja algum incumprimento por parte do cliente ao qual o fiador se ligou contratualmente.

Quais os riscos de ser fiador?

Como já referimos anteriormente, os riscos de ser fiador num empréstimo são vários. Um desses riscos é precisamente ficar com o nome “manchado” no Banco de Portugal graças ao incumprimento das obrigações por parte do cliente ao qual o fiador se uniu.

O mapa de responsabilidades do Banco de Portugal regista o cumprimento ou o incumprimento dos clientes bancários em Portugal. Se um cliente entra em incumprimento, e este tem ligação a um fiador, ao realizar-se a atualização do relatório de risco de crédito de um devedor com incidentes, o fiador ganha as mesmas anotações.

Desta forma, mesmo sem culpa no cartório, o fiador fica com o seu relatório de crédito em situação de incumprimento, o que lhe pode dificultar o acesso a um crédito. Contudo, o banco ao qual se pediu um crédito, tem o cuidado de analisar todos os indicadores de risco do seu cliente, avaliando os vencimentos do contrato de trabalho e a relação empréstimo e garantia, por exemplo, antes de se pronunciar sobre o pedido.

Como deixar de ser fiador?

Em caso de ser fiador e de desejar deixar de o ser em breve, pode consultar o artigo do Economias sobre como deixar de ser fiador de um empréstimo.