Factoring: o que é?

O factoring traduz-se numa forma de cobrança de vendas a prazo com vista a obter financiamentos ao ciclo de exploração.

Existem três intervenientes num contrato factoring:

  • o Factor a quem é cedido o crédito;
  • o Aderente que é empresa que requer os serviços; 
  • o Cliente do Aderente, Devedor do mesmo.

Modalidades de factoring

  • O factoring com recurso - quando o factor tem o direito de receber do aderente o valor do adiantamento, caso o cliente não pague o valor em divida;
  • O factoring sem recurso - quando o factor assume o risco da operação, no caso do cliente não pagar o valor em dívida o factor não tem o direito de pedir o reembolso do valor do adiantamento.

Existe o factoring nacional, quando o factor recebe faturas para cobrança de aderentes e clientes em território nacional, e o factoring Internacional, quando o factor recebe faturas de aderentes e clientes de outros países (casos de exportação ou importação).

Vantagens do factoring

O factoring possui como principais vantagens:

  • Permite uma diminuição dos prazos médios de recebimento com a inerente antecipação de recebimentos. O que permite que empresas dispõem uma melhore gestão de tesouraria;
  • Se for um factoring sem recurso, a possibilidade de eliminar dos seu balanço o valor correspondente aos créditos cedidos;
  • A empresa passa o risco e a responsabilidade de cobrança para a Factor, a qual dispões de meios adequados para efetuar cobranças de uma forma mais eficiente.

Desvantagens do factoring

  • Caso o contrato seja efetuado com a opção de recurso, o Factor pode, mediante o incumprimento persistente dos clientes da Aderente, cancelar o crédito;
  • O Facto tem o direito de não aceitar a totalidade dos créditos propostos pelo aderente, caso os riscos forem muito elevados para o mesmo.

Obrigações do Factor

  • Gestão e cobrança dos créditos que lhe foram cedidos;
  • Garantia de risco de crédito no caso de falência ou insolvência dos devedores;
  • Adiantamento dos créditos, total ou parcialmente, ao aderente.

Obrigações do aderente

  • Pagar uma comissão de cobrança. O cálculo da comissão baseia-se nos seguintes elementos: montante dos créditos a ceder; número de faturas; número e qualidade dos devedores; condições de pagamento; risco do crédito e o tipo de serviços complementares pedidos;
  • Pagar uma taxa de juro por causa do adiantamento realizado pelo factor. Esses juros são contados dia a dia e estão geralmente indexados às taxas de referência do sistema bancário.

Em Portugal o factoring tem vindo a ganhar dimensão uma vez que se torna um modo fácil de cobrar dívidas de terceiros.