Por: Sara Cardoso

Exemplos de defeitos para entrevista de emprego

Uma das questões comuns nas entrevistas de emprego é o pedido para enumerar alguns dos seus defeitos. É grande a tentação de referir os clássicos, como o perfeccionismo, mas não o recomendamos. Para além de já ser banal e por isso soar a falso, será muito mais fácil ser honesto e referir um dos seus defeitos, e como lida com ele.

Os empregadores reconhecem que todos temos defeitos, é a sua capacidade de lidar com os mesmos que pode fazer a diferença.

Deixamos aqui uma lista com exemplos de características amplamente referidas como defeitos e sugestões de como lidar com as mesmas.

1. Dificuldades de organização

Pode referir que tinha dificuldade em organizar o seu trabalho, mas que criou uma rotina para se organizar, por exemplo começando cada dia com o estabelecimento das prioridades e avançando ponto a ponto.

2. Não conseguir trabalhar sob pressão

 Se sente dificuldade em trabalhar sob pressão, pode referir que precisa de ter prazos realistas para poder organizar o seu trabalho.

3. Dificuldade em falar em público

É uma dificuldade muito comum, e na verdade só será um defeito se estiver a candidatar-se a uma função em que necessite de o fazer. Pode no entanto referir que o facto de estar consciente desta dificuldade o faz esforçar-se por participar sempre que faz sentido, por exemplo em reuniões de equipa, para enfrentar a questão e trabalhar a confiança.

4. Indecisão/dificuldade em tomar decisões

Esta é uma dificuldade que pode ser minorada se trabalhar em equipa ou sob a alçada de alguém que o possa orientar em caso de bloqueio. No entanto se se candidata para uma função com alta autonomia, não é uma boa opção.

5. Ser muito exigente consigo próprio

Por ser exigente é provável que os seus trabalhos sejam irrepreensíveis, no entanto pode fazê-lo perder mais tempo que o necessário. Pode revelar que estabelece um limite para a revisão do seu trabalho, de forma a não prejudicar o seu rendimento.

É claro que há defeitos, como ser preguiçoso ou desleixado, que convém guardar para si, uma vez que passam uma imagem muito pouco profissional.

O mais importante é, na verdade, conhecer-se o suficiente para responder a estas questões com alguma tranquilidade. Se está à procura de emprego, deve aproveitar para fazer uma avaliação honesta das suas características pessoais e profissionais, procurando o seu desenvolvimento e crescimento pessoal.