Dormir pouco traz consequências negativas no trabalho. Por norma, um adulto precisa de dormir à volta de 7 a 8 horas por noite, mas poucos são os trabalhadores que o fazem. Segundo um estudo do site CareerBuilder, apenas 16% dos trabalhadores dorme 8 horas por noite, enquanto 63% dorme de 6 a 7 horas, e 21% dorme 5 ou menos horas.

O mais alarmante é que 44% dos trabalhadores admite não conseguir adormecer por causa do trabalho. Toda a privação de sono acaba por trazer más consequências para o trabalhador, entre as quais as seguintes:

1. Tornar o dia mais longo

Dormir pouco faz mal à saúde do corpo e ao funcionamento do cérebro, que imagina que o dia demora mais tempo a passar, arrastando-se com esforço o trabalhador até à hora de saída.

2. Falta de motivação

Uma consequência registada em estudos sobre a privação de sono por parte dos trabalhadores das empresas é a falta de motivação para trabalhar.

3. Quebras na produtividade

Sem estar na posse plena das suas capacidades, o trabalhador tende a atrasar-se nas suas tarefas e a apresentar quebras na produtividade.

4. Quebras na memória

Dormir pouco afeta a memória, resultando em brancas momentâneas ou em pequenos esquecimentos.

5. Cometer mais erros

Outra consequência apontada por trabalhadores é cometer mais erros no desempenho do seu trabalho, como a atenção é menor.

6. Irritar-se com os colegas ou com o trabalho

Uma consequência de dormir pouco está na alteração das emoções. Um cérebro cansado está mais suscetível às memórias negativas, reagindo de forma intempestiva quando algo corre mal.

7. Dificuldades em tomar decisões

Ter uma mente cansada pode levar a uma maior demora em tomar decisões e à maior dificuldade em concentrar-se.

8. Alterações na alimentação

Para equilibrar a falta de sono e as necessidades do organismo, as pessoas cansadas sentem mais fome e procuraram abastecer-se de comida altamente calórica em vez de comida saudável.

9. Lentidão de movimentos

A privação de sono afeta as capacidades motoras, tornando-as mais lentas e imprecisas.

Veja como manter-se produtivo mesmo dormindo pouco.

10. Dores musculares

Dormir permite descansar os músculos e recuperar as energias. A falta de horas sono, sobretudo em noites consecutivos, resulta em dores musculares e em cansaço persistente no trabalho.

11. Adormecer no trabalho

Em caso de cansaço extremo, há quem adormeça no local de trabalho. Duas em cinco pessoas admite já ter visto alguém dormir no trabalho.

Para evitar esta situação, pode manter-se acordado mesmo sem tomar café.