Quanto mais cedo se começar a poupar melhor. Com este intuito, muitos pais desejam criar contas bancárias para os seus bebés e jovens filhos. Para responder a esta procura, os bancos portugueses colocam diferentes produtos à disposição no mercado. As remunerações pelas contas bancárias dos mais pequenos são, no entanto, baixas, comparativamente a outros depósitos a prazo e produtos financeiros.

BPI

No BPI pode abrir uma conta bancária para o seu filho com um mínimo de 25 euros e um reforço mínimo de 1 euro. O produto ABConta existe há vários anos e à taxa base anual deste produto acresce um prémio de permanência de 0,25% por ano, a partir do segundo ano inclusive, até ao máximo de 0,75%.

CGD

Na Caixa Geral de Depósitos encontra várias soluções para preparar o futuro dos filhos, entre elas a Conta Caixajovem Extracto, Caixaprojecto e Conta Caixacrescer Extracto.

Novo Banco

No Novo Banco, a Conta Poupança Programada Júnior (com prazos de 3 anos e entregas mensais desde os 10 euros) rende sempre 0,10 TANB.

Montepio

O Montepio requer um depósito mínimo de 25 euros na Conta Montepio Mini, destinada a crianças até os 6 anos. Em complemento a este produto pode ser assinada a conta Montepio Mini Super Poupança (125 euros).

Santander

A Conta a Crescer do Santander oferece brindes consoante o depósito de abertura de conta. O mínimo requerido é de 125 euros. Não são cobradas comissões de manutenção de conta.

Crédito Agrícola

No Crédito Agrícola existem 3 soluções de poupança para filhos: Poupança Cristas, Poupança Futuro e Poupança Geração Jovem.

Considerações sobre contas bancárias para bebés

Se abrir um conta bancária para o seu bebé precisa de pedir o número de contribuinte.

Caso não fique satisfeito com as taxas de juro pode recorrer a outras opções para poupar dinheiro para os seus filhos. Uma alternativa às contas bancárias passa pela contratação de certificados de aforro nos Correios.

Espreite ainda as conta base e as contas conjuntas.