É muito fácil ser solidário com o seu IRS. Pode ajudar instituições de solidariedade sem gastar um único tostão do seu bolso. Veja como.

Quadro 11 da folha de rosto

Para ser solidário no IRS não precisa de fazer grandes esforços. Basta que preencha o quadro 11 do modelo 3 devidamente, escolhendo uma instituição entre as variadas entidades presentes na lista das Finanças.

Para doar o IRS terá apenas de inserir o NIF (número de identificação fiscal) de uma destas instituições solidárias e colocar um “X” no quadrado “IRS”.

Consignação de IRS

Uma razão forte para o contribuinte ser solidário com o seu IRS é que este não perde dinheiro com isso, já que a consignação de IRS permite desviar 0,5% do seu imposto, que entraria nos cofres do Estado (e não 0,5% do que é devolvido ao contribuinte), para uma entidade solidária escolhida pelo contribuinte.

Se o contribuinte tem 2.000 euros de imposto liquidado ao Estado, ele vai acabar por doar 10 euros (2000 x 0,5 = 10) desse montante à instituição que escolheu.

Dedução IVA

Além de doar 0,5% do IRS, o sujeito passivo pode contribuir com a dedução de 15% do IVA suportado, selecionando com um "X" os espaços "IRS" e "IVA" no referido quadro. No entanto, sublinhe-se que neste segundo caso já existem custos para o contribuinte, não sendo o dinheiro desviado do Estado como na consignação mas sim retirado da sua possível dedução de IVA no IRS a receber.

Donativos

Além de ser solidário com o IRS pode ser solidário ao longo do ano com donativos. Os donativos são dedutíveis no IRS. Confira: