Lidar com desemprego é difícil. Lidar com o desemprego e com as dívidas ao mesmo tempo é tarefa ainda mais ingrata e hercúlea. Mas não é impossível. Para o ajudar nesta situação complicada o Economias deixa-lhe ficar algumas dicas e estratégias essenciais.

Pedir apoios

Nesta altura da vida pode ter direito ao subsídio de desemprego, ao subsídio social de desemprego, ou à medida extraordinária de apoio ao desempregado, consoante as contribuições para a Segurança Social e a situação pessoal.

Se tem dívidas apertadas pode recorrer a entidades como o GAS ou a regimes especiais, como o regime extraordinário de proteção de devedores. Informe-se sobre todos os apoios a que pode ter direito.

Vender artigos

Para pagar as dívidas mais urgentes pode vender coisas que já não precisa ou que utiliza raramente. Coloque anúncios online com artigos dispensáveis nesta fase da sua vida.

Confira como vender artigos usados rapidamente.

Trabalho part-time

Existe sempre algum trabalho que se possa fazer, por mais pequeno que seja. Caso não tenha jeito para o babysitting, pode dar explicações ou fazer revisão de textos em casa, por exemplo. Não deixe escapar uma oportunidade de ganhar dinheiro extra.

Fazer orçamento

Deve fazer um orçamento mensal com as despesas básicas e com todos cêntimos gastos, para descobrir aonde se pode ainda cortar mais um bocado. Existe sempre algo onde se possa cortar.

Este exercício vai criar um rigor financeiro bastante proveitoso uma vez que se consiga um novo emprego.

Estabelecer prioridades

Uma vez que as necessidades básicas estão asseguradas, faça uma lista do que deve ser pago em primeira mão e daquilo que pode esperar um pouco mais.

Negociar a dívida

Tente negociar a dívida com os credores. É do interesse de todos que a situação se resolva com brevidade, evitando complicações maiores como a insolvência pessoal. Uma forma útil de aglomerar as dívidas e pagar uma única prestação é o crédito consolidado.

Fique com mais estratégias para vencer o endividamento.