Como funciona o cartão de crédito pré-pago?

Primeiro carrega o dinheiro necessário, depois compra de acordo com o saldo disponível. Parece estranho para um cartão de crédito, mas é assim que funciona o cartão de crédito pré-pago.

O procedimento é semelhante ao dos cartões de telecomunicações móveis. Ao solicitar o cartão de crédito pré-pago numa instituição bancária, é feito um carregamento inicial com o montante pretendido.

Esgotado o plafond, a maior parte dos produtos disponíveis no mercado permite recarregar o saldo em qualquer caixa multibanco. Mas também há cartões de carregamento único, que ficam inutilizados quando gasta todo o saldo.

Quais as modalidades?

Para os recarregáveis, que são a maioria, há bancos que têm disponíveis duas modalidades de carregamento:

  1. Carregamento pontual – Dirige-se a uma caixa Multibanco, escolhe a operação  “Pagamento de Serviços”, insere a Entidade e a Referência fornecidas pelo banco e o montante pretendido
  2. Carregamento automático – Possibilidade de agendar o carregamento de uma quantia pré-definida, com uma periodicidade semanal ou mensal. Neste caso, a partir de uma conta à ordem.

Cliente fixa o limite para não ficar em dívida

Se com um normal cartão de crédito, faz as compras com dinheiro “emprestado” pela instituição bancária, com um pré-pago está a gastar o que é seu e disponibilizou para este fim. Desta forma, quem fixa o limite para o que vai gastar é o titular do cartão.

Esta pode ser uma opção para menores de idade, definindo os pais o plafond a disponibilizar, mas também para adultos que façam compras na Internet com receio de divulgar dados bancários. E porque não um Cartão de Crédito Pré-Pago como presente, quando não se sabe o que oferecer a alguém?

Além das compras, em lojas ou online, um cartão de crédito pré-pago pode também ser utilizado para levantamentos de dinheiro. Conheça aqui as principais vantagens e desvantagens destes cartões.