Quer saber como fazer uma rede de contactos funcionar em prol do seu objetivo? Não basta reunir família, amigos e conhecidos numa rede virtual para tirar dividendos dela. Há que usar a estratégia certa e colocar a rede de contactos ao seu serviço.

O networking é útil a vários níveis. Para um profissional divulgar produtos ou serviços e chegar a um leque mais alargado de potenciais clientes. Ou para um candidato a emprego encontrar as pessoas certas para chegar ao mercado de trabalho.

Estes são objetivos que só consegue alcançar se fizer a sua rede de contactos funcionar. Como?

Ferramenta de relacionamento

Em primeiro lugar, esta não deve ser vista como uma pura agenda virtual. A rede de contactos deve ser uma ferramenta para melhor se relacionar com os outros, para partilhar informações e interesses. E para dar antes de querer receber algo das suas conexões. Só assim criará empatia e fará com que os outros o procurem.

Seja paciente

Porque se trata se estabelecer relações, não espere que a sua rede de contactos funcione de imediato. Dê tempo ao tempo para transformar os contactos em verdadeiros relacionamentos. Construa essas relações no dia a dia, partilhando as suas ideias e opiniões de forma genuína e pedindo também aos seus contactos que opinem sobre elas.

Mantenha esse contacto frequente em vez de recorrer às suas conexões apenas quando precisa delas. Aliás, não há pior estratégia. Os relacionamentos devem ser cultivados quando as coisas estão bem, fomentando a ajuda mútua.

Seleção dos contactos

Para fazer a rede de contactos funcionar, é também essencial que reúna os contactos certos. Adicionar por adicionar, sem qualquer critério de seleção, só para fazer número não é a chave para o sucesso. Analise bem quem deve integrar essa rede e porque motivos, isto é, em que medida o relacionamento com essas pessoas poderá vir a dar frutos.

De nada servirá ter 400 pessoas na rede se só estabelece contacto efetivo com uma centena. Aliás, um estudo levado a cabo em 2010 por cientistas da Universidade de Oxford concluiu que, no máximo, uma pessoa interage com 150 contactos, por ano. A este nível do networking, quantidade não significa qualidade.

Evite falar mal

É certo que é a sua rede de contactos e que tem liberdade de expressão, mas tenha cuidado com o que partilha e a forma como o faz. Tudo o que publicar de positivo pode ser usado a seu favor, da mesma forma que uma publicação negativa pode comprometer o seu sucesso. Se a rede é usada para fins profissionais, evite falar mal da concorrência, espalhar boatos ou roubar clientes.

Estas são estratégias comuns ao networking em geral, mas se a sua rede de eleição é o LinkedIn, veja como pode melhorar o seu perfil.

Saiba como criar uma rede de contactos e como aumentar essa mesma rede.