Por: João Paulo Moura

Como Evitar o Consumismo

Fique com dicas de como evitar o consumismo exagerado. Com estas dicas para evitar o consumismo pode deixar de ser consumista e passar a ser apenas um consumidor.

Ter dinheiro em mão

Esqueça o cartão de crédito. Deixe o cartão de débito na carteira. Prefira andar com dinheiro em mão, para ter noção do dinheiro que gasta e para pensar duas vezes antes de comprar algo. Esta é uma forma de limitar as compras por impulso.

Evitar shoppings 

Diminua o número de visitas aos shoppings para precaver-se de gastar dinheiro desnecessariamente. Veja sempre antes se já tem uma coisa em casa, antes de sair disparado para a comprar.

Evitar publicidade

É praticamente impossível fugir à publicidade e aos seus efeitos subliminares, mas evite ser bombardeado de publicidade, vendo menos televisão e pedindo copos sem publicidade nos cafés, por exemplo, entre outras formas de fugir à publicidade que encontrar.

Fazer orçamento

Faça um orçamento familiar para limitar os seus gastos e para balancear os ganhos e as perdas.

Comprar só o necessário

Compre apenas aquilo que é realmente necessário. Faça uma lista de compras para ir ao supermercado e limite-se a essa lista.

Não comprar por emoção

Da mesma forma que come mais quando está nervoso, revoltado ou carente, também gasta mais quando está descontrolado emocionalmente. Tente não comprar coisas emocionalmente. Lembre-se das duas palavras que estragam as suas poupanças.

Ignorar pagamentos em prestações

Não ceda ao facilitismo das compras parceladas em prestações. Se realmente precisar de comprar algo, pague por inteiro.

Comprar genérico

Fuja à pressão das marcas. Muitos produtos genéricos ou de marca branca são tão bons como os produtos populares, de marca. Alguns produtos genéricos até são melhores. No que respeita o vestuário, em vez de comprar roupa pela etiqueta, compre roupa por gosto pessoal.

Não guardar dados

Não guarde dados de sites e de compras bancários que fez no computador. Esta é uma forma de limitar as compras online por impulso.

Partilhar despesas

Partilhe despesas como o transporte com amigos, familiares, vizinhos e conhecidos. Adira ao consumo colaborativo.

Fazer a manutenção

Estime as coisas que tem. Se tratar bem o que já tem, não terá a necessidade de comprar algo de novo para o substituir.

Fugir a despiques

Não entre em competição com os amigos ou conhecidos pela posse das melhores coisas. Não olhe para a galinha da vizinha. Assim não acabará depenado.

Simplificar a vida

Simplifique a sua vida para poupar dinheiro e anos de vida. Faça mudanças de vida que ajudam a melhorar as suas finanças. Tente deixar de ser viciado em coisas e aposte em criar momentos e memórias com as pessoas que lhe são mais queridas. Obtenha prazer com atividades de baixo custo, como o desporto, a leitura, caminhadas, etc.

Apreciar o que tem

Tenha também o cuidado de não olhar para a compra de uma coisa como algo que lhe vai trazer felicidade. Por mais coisas que tenha, vai precisar sempre dalgo mais. Viva o presente e dê-se por feliz com o que já tem.