Como deixar de ser fiador de um empréstimo

Aceitou ser fiador e agora não vê jeito de deixar de o ser? Será até que a morte os separe? Não desespere. Fique a saber que existem duas grandes formas de deixar de ser fiador de um empréstimo.

Liquidar a dívida

A solução mais rápida e óbvia para deixar de ser fiador está em saldar a dívida contratada. No entanto, ela pode não ser a mais vantajosa para o fiador, que deve sempre ter muito cuidado antes de assinar o documento e assumir um compromisso tão grande. Ser fiador apresenta grandes riscos.

Se concordou em ser fiador de um empréstimo, certifique-se de que no contrato “não renuncia ao benefício de excussão prévia”, pois em situação de incumprimento o banco pode penhorar os bens do fiador e não os do devedor.

Negociação entre devedor, fiador e credor

O modo mais complexo de se deixar de ser fiador de um empréstimo passa pela renegociação entre os três envolvidos no processo: devedor, fiador e credor. O devedor pode selecionar um novo fiador ou então apresentar outras garantias.

Porém, todas as partes envolvidas têm de estar de acordo para que esta renegociação possa ser uma realidade, incluindo o banco financiador, que não facilita nos créditos concedidos.

Consulte como deixar de ser fiador num contrato de arrendamento.

Veja também como recusar um pedido de empréstimo a um amigo.