Como Declarar Investimentos no IRS

Se é um investidor assíduo, veja como declarar os investimentos que fez ao longo do ano e como maximizar a sua declaração de IRS.

PPR

Pode deduzir um plano poupança reforma no IRS com certos limites. A dedução possível com PPR é de 20% das contribuições, aplicando-se a residentes em território português, ainda não reformados.

Conheça os benefícios fiscais com PPR ao pormenor.

Ações

As ações e as mais valias são declaradas nos anexos G e G1. Terá de optar pelo englobamento ou pela tributação autónoma destes rendimentos. Para ajudar a declarar este tipo de rendimentos consulte os artigos:

Depósitos bancários

Os juros dos depósitos são de declaração facultativa, ficando ao critério do contribuinte declará-los no IRS ou não. O englobamento destes rendimentos pode ser vantajoso para o contribuinte, dependendo do caso. Descubra em que situação se encontra relativamente ao englobamento de juros.

Fundos de investimento

Os rendimentos obtidos pelos fundos de investimento estão sujeitos a uma taxa de 25% ou 28%, não existindo também a obrigação de declarar os mesmos no IRS. Se o fizer, o contribuinte tem de englobar todos os rendimentos de capitais.

Seguros de capitalização

Os rendimentos do resgate de seguros de capitalização enquadram-se na categoria E, sendo então incluídos no anexo E. A taxa de retenção na fonte destes investimentos oscila de acordo com o prazo da aplicação.