Calcular a indemnização a receber por demissão ou despedimento é uma preocupação que o trabalhador tem de ter para fazer valer os seus direitos na hora do despedimento.

Calcular a indemnização por despedimento

A indemnização por despedimento varia de caso para caso, havendo uma distinção entre os contratos anteriores a 31 de outubro de 2012, posteriores a 1 de novembro 2012 e a 1 de outubro 2013.

Perante tantas subtilezas na hora de calcular o valor do pedido de demissão/despedimento, a Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT) disponibiliza ao trabalhador que equaciona a demissão (ou que tem em vista o despedimento) um simulador indicativo.

O simulador de compensação da ACT tem em conta os anos de serviço do trabalhador, os rendimentos mensais, os montantes relativos a férias, o subsídio de férias e ainda o subsídio de Natal (quando aplicáveis).

É necessário inserir estes dados no simulador de indemnização por despedimento, escolher a entidade que faz cessar o contrato (trabalhador ou empregador), o tipo de contrato e a causa (com ou sem justa causa).

Para calcular o valor da indemnização por demissão ou despedimento basta assim utilizar este simulador, tendo apenas em consideração de que se trata de um simulador indicativo, que não tem em conta todas as variáveis que afetam todos os casos de indemnização.