5 coisas que nunca deve dizer antes de se despedir do trabalho

Vai apresentar a demissão? Por melhor que lhe saiba dizer o que lhe vai na alma, a sensação vai ser apenas momentânea, podendo estragar situações futuras de emprego.

Lembre-se: a última impressão conta muito. Queimar pontes não augura nada de bom para o futuro profissional. Novas empresas podem pedir referências no trabalho antigo, que se desdenhou previamente, o que pode acabar por comprometer os interesses do candidato.

1. O patrão é incompetente

Falar mal do patrão a qualquer nível é a primeira forma de obter más referências por parte deste quando ele for inquirido sobre as qualidades, competências e feitos do candidato de emprego. O que o chefe se vai lembrar facilmente de referir são as várias limitações e erros do antigo trabalhador.

2. A empresa é uma porcaria

O mais provável é que os problemas internos já sejam conhecidos pela chefia. Apontar o dedo na hora da saída e gabar-se do sítio para onde se vai trabalhar (quando existente) não traz nenhuma vantagem para o trabalhador que será recordado pela sua frustração e desistência.

3. As pessoas trabalham mal

Os colegas de trabalho também podem ser questionados sobre as características do candidato. Falar mal destes, colocar-se acima destes ou gerar inveja, são tudo formas de ficar na lista negra destas pessoas.

4. O trabalho é muito mal pago

Outra forma de mostrar ressentimento é falar no salário. Se inicialmente o salário servia e depois não, o trabalhador pode obter más respostas por parte da chefia.

5. Não vou cooperar em nada

Se lhe pedirem para dar formação ao seu substituto, ou para informar sobre procedimentos ou sobre a localização de documentos, e se colaborar, será mais rapidamente recomendando com louvor.

Veja como sair a bem do emprego.