Ative as notificações para receber todas as novidades sobre Impostos, Finanças e Poupança.
Por: Patrícia Roque

Burnout: quais os sintomas e como ultrapassar?

O burnout é uma perturbação psicológica caracterizada pela exaustão crónica e pela falta de motivação e interesse que culminam na queda do desempenho profissional do indivíduo. É importante diferenciar burnout da depressão, cuja causa principal pode não ser contexto do trabalho, e do stress, que normalmente se manifesta de forma pontual, em períodos específicos de tempo.

O burnout tem diferentes fases: uma primeira em que o indivíduo tem uma sensação de exaustão crónica, a segunda fase em que enverga uma atitude cínica perante o que o rodeia, e uma terceira em que a pessoa já não tem realização pessoal no trabalho.

Eis os principais sintomas de burnout:

  • Exaustão crónica;
  • Desânimo e perda de motivação;
  • Cinismo;
  • Frustração;
  • Falta de concentração;
  • Sentimento de incapacidade;
  • Isolamento pessoal no trabalho e em casa;
  • Negligência de necessidades físicas ou psicológicas;
  • Alterações repentinas de humor;
  • Estar sempre preocupado com o trabalho;
  • Sentimento de traição e isolamento social dentro da organização (como se ninguém o compreendesse).

O que fazer quando está à beira de um burnout?

Sair de um quadro de burnout pode ser difícil. Veja algumas dicas que podem ajudá-lo a encontrar uma saída para este problema:

1. Pare para pensar

É importante parar para pensar no que lhe está a causar tanto stress. Sente que tem demasiado trabalho? Tem tarefas que não consegue desempenhar por falta de competências? Defina bem aquilo que pode cumprir e organize as suas tarefas de acordo com o seu horário.

2. Peça ajuda e evite o isolamento

Se tem demasiado trabalho ou se acha que não está a conseguir dar conta do recado fale com alguém que possa ajudar. Explique que a pressão sobre as suas costas é demasiada e que precisa de ajuda e de dividir responsabilidades.

3. Seja realista

Não seja demasiado exigente consigo próprio. Defina os seus objetivos com um equilíbrio justo entre aquilo que consegue fazer e o desempenho que é esperado de si. Sempre que se sentir mais cansado, aposte nas tarefas mais rotineiras.

4. Valorize mais o tempo fora do trabalho

Guardar tempo para relaxar, fazer desporto e desligar-se dos e-mails e do telemóvel é essencial se quer garantir que vai estar no seu desempenho máximo no trabalho. Procure estar relaxado e descontrair quando está fora do trabalho e vai ver que isso vai ter um efeito positivo no seu desempenho.

5. Procure ajuda profissional

Se sente que não está a conseguir lidar sozinho com a situação, o mais seguro é procurar um psicólogo que possa propor um tratamento mais eficaz para o seu caso de burnout.