Black Friday 2018: os 5 conselhos da Direção-Geral do Consumidor

Os descontos e promoções parecem sempre boas oportunidades de compra, mas nem sempre é assim.

Esta Black Friday, a Direção-Geral do Consumidor alerta os consumidores para a possibilidade de realizarem negócios fraudulentos ou pouco vantajosos.

Se detetar publicidade agressiva e enganosa reporte a situação à Direcão-Geral do Consumidor.

Conselhos da Direção-Geral do Consumidor

Leia atentamente os 5 conselhos da Direção-Geral do Consumidor para a Black Friday.

1. Verifique os preços antecipadamente

Verifique antecipadamente os preços na loja e na internet, pelo menos 2 semanas antes da Black Friday. Assim, poderá verificar se nos preços da Black Friday estão a ser praticados descontos reais.

2. Utilize comparadores de preços

Para a pesquisa de preços dos produtos, utilize um comparador de preços/artigos, existem vários disponíveis na internet.

Veja, também, o artigo Sites para Comparar Preços.

3. Compare preço e desconto

Avalie a relação entre o preço e o desconto praticado. Lembre-se de que nem todos os descontos anunciados na Black Friday são realmente vantajosos.

Para confirmar se o preço vale a pena utilize o comparador de preços da Deco. Ao pesquisar a loja e o produto a Deco informa-o se é um bom preço, face ao histórico da loja.

4. Evite as filas e compre online

Para evitar filas de espera, pode comprar na internet, porque muitas das ofertas da loja também estão disponíveis online.

5. Trocas e devoluções

Verifique as politicas de trocas ou devoluções de cada loja. 

Prepare-se para a Black Friday com o artigo 5 Dicas para fazer as melhores compras na Black Friday