Qual a autonomia financeira da sua empresa?

O rácio de autonomia financeira é a percentagem de ativos da empresa que está ser financiada por capitais próprios. É um dos indicadores mais relevantes quando se analisa o endividamento de uma empresa e calcula-se da seguinte forma:

Autonomia financeira = Capitais próprios/Ativo líquido

O que significa?

Quanto menor a percentagem, mais dependente de capitais alheios está a empresa. A interpretação da autonomia financeira (boa ou má) depende muito da finalidade para a qual esta está a ser calculada.

O rácio ideal de autonomia financeira pode depender da indústria a que pertence a organização, da atividade que exerce, dos seus níveis de produtividade e outros fatores relevantes para a análise. Este rácio deve ser definido pelos gestores, por forma a garantir qua a empresa não entre em risco de solvabilidade (quando percentagem de ativos financiados por capitais próprios é baixa).

Autonomia Administrativa e Financeira no Setor Público

A autonomia administrativa e financeira também pode referir-se à capacidade de algumas instituições públicas poderem ter personalidade jurídica, autonomia para adquirir património, autonomia de tesouraria, possibilidade de ter receitas próprias, acesso a crédito ou maior liberdade contratual.

Podem usufruir de autonomia administrativa e financeira, os serviços e fundos autónomos (hospitais, universidades, teatros, etc…).