Descubra as despesas familiares que pode colocar no IRS em 2018, relativamente às despesas realizadas no ano de 2017.

Despesas de saúde

No IRS de 2017, a entregar em 2018, cada contribuinte poderá deduzir agora 15% das despesas de saúde suportadas, até um limite de 1.000 euros. Eis o que pode deduzir:

  • Despesas com seguros de saúde;
  • Taxas moderadoras suportadas em consultas, hospitais e exames;
  • Despesas com medicamentos isentos de IVA ou sujeitos à taxa reduzida de 6%;
  • Despesas com produtos ortopédicos / médicos.

Despesas com a educação

Se teve despesas com educação e formação – mensalidades, propinas, livros e manuais escolares ou outros produtos - e tem as faturas que o comprovem, poderá deduzir 30% do valor suportado até 800 euros.

Despesas com a habitação

Quer seja arrendada ou comprada, a sua casa também lhe confere direito a deduções em sede de IRS. No IRS de 2017, a percentagem dedutível ao rendimento obtido é de 15%.

No caso das rendas, não poderá deduzir mais de 502 euros ou até aos 800 euros se o rendimento coletável foi inferior a 7000 euros.

Já os juros de empréstimos à habitação têm um limite dedutível fixado nos 296 euros para a maioria dos contribuintes. Mas quem ganhou menos de 7000 euros poderá deduzir até 450 euros de juros de dívidas relacionadas com a compra ou construção de casa.

Despesas com lares

Se tem familiares a seu cargo em lares de 3ª idade, saiba que no IRS de 2017 ainda pode continuar a deduzir as despesas suportadas com este serviço. A este nível, sem mudanças: pode deduzir 25% das despesas mas nunca mais de 403,75 euros.

Pensões de alimentos

E se paga pensões de alimentos, é mais uma despesa que pode colocar no IRS de 2017. Ao seu rendimento será dedutível o correspondente a 20% do que suportou durante o ano, sem limite de deduções.

IVA de faturas

Às despesas familiares a colocar no IRS de 2017 juntam-se ainda as dos sectores da restauração, hotelaria, cabeleireiros e estética, mecânica e veterinário. No máximo, pode deduzir ao seu rendimento 250 euros, sendo que as Finanças contabilizam apenas 15% do IVA suportado com esses serviços.

Despesas gerais

O mesmo poderá que fazer com as despesas gerais familiares, as despesas que não se enquadram nas outras categorias. Pode deduzir 35% das despesas gerais familiares, com um teto máximo de 250 euros por contribuinte (500 euros por casal).